Banner

Unifor e Armtec firmam parceria para desenvolver robôs para o Exército

Memorando de entendimento foi assinado para o desenvolvimento da primeira família de robôs terrestres do Exército Brasileiro.

 

un-243-19

Inicialmente, os robôs desenvolvidos pela Armtec e Unifor para o Exército,
servirão para vigilância, desarme de minas e artefatos explosivos e combate.

Primeira empresa incubada da Unifor, e hoje empresa hospedada, a Armtec Tecnologia em Robótica acaba de assinar um memorando de entendimento com o Exército Brasileiro, através do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT). O acordo objetiva o intercâmbio de informações científicas e tecnológicas visando ao desenvolvimento de um sistema de veículos terrestres remotamente pilotados que serão utilizados nas operações do Exército Brasileiro. De acordo com o memorando, o intercâmbio de informações se apoiará em “recursos humanos, financeiros e laboratoriais, com vista prioritariamente a aumentar o poder de combate da força terrestre”.

 

Segundo o chefe do DCT, General de Divisão Rodrigo Baloussier Ratton, através do memorando de entendimento, o Exército Brasileiro pretende estudar com profundidade a questão dos robôs terrestres, denominados Sistemas de Veículos Terrestres Remotamente Pilotados (SVTRP), objetivando, inicialmente, estabelecer os requisitos dos sistemas que serão necessários para implementá-los, podendo chegar até o nível de construção de protótipos. “Esta parceria, em especial, vem cobrir uma lacuna existente na área de robótica. Existem muitas pesquisas e desenvolvimentos conjuntos na área de veículos aéreos não tripulados, mas muito pouco na área de veículos terrestres. As pesquisas mais conhecidas são muito específicas, principalmente na área de desarme de artefatos. A escolha da Armtec/ Unifor deveu-se aos produtos que ela já desenvolveu, o que demonstrou seu profundo conhecimento na área, além de ser a única empresa que trabalha na área de Robótica que é considerada Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa. Foi assinado um memorando de entendimento cujo escopo é o estudo e pesquisa destes tipos de produto. Durante este estudo podem ser identificadas outras demandas e interesse mútuo que poderão gerar outros instrumentos de parceria com a Armtec/Unifor”.

 

un-243-20“A Armtec hoje é a única empresa estratégica de defesa do Nordeste. A única empresa no país que tem máquinas na área de robótica terrestre, aquática e aérea, possui mais de quarenta prêmios nacionais e internacionais de reconhecimento dentro da área de gestão e inovação, e tudo isso é oriundo de um trabalho de conclusão de curso de graduação da Unifor. Ela nasceu na Unifor e continua tendo a sua principal unidade de pesquisa e desenvolvimento dentro da Unifor. O Exército Brasileiro mapeou quem seria a melhor empresa que poderia gerar uma parceria para o desenvolvimento da primeira família de robôs terrestres e militares e essa empresa escolhida foi a Armtec. O memorando de entendimento foi assinado entre a União, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, com a Armtec Tecnologia em Robótica para iniciar todo o processo de desenvolvimento da primeira família de robôs do Exército Brasileiro”, explica o diretor executivo de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Armtec e professor do curso de Petróleo e Gás da Unifor, prof. Roberto Macêdo.

 

De acordo com diretriz estabelecida pelo Estado Maior do Exército no Boletim do Exército, nº 12/2014, “a importância de tais sistemas reside no fato de serem multiplicadores do poder de combate, pois contribuem decisivamente para uma melhor utilização do tempo de processamento e atuação. Ao mesmo tempo, evita a exposição maciça de pessoas no cumprimento de missões de risco, em atividades cansativas ou de longa duração”.

 

Segundo o General Ratton, a ideia inicial é o estudo de três tipos de SVTRP: um para vigilância, um para desarme de minas e artefatos explosivos e o último para combate. O de vigilância poderá ser empregado no patrulhamento de aquartelamentos, áreas de fronteira, reconhecimento de locais de difícil acesso ou onde haja grande risco para o combatente, como áreas contaminadas. Além disso, as informações obtidas por este robô poderão ser empregadas nas tomadas de decisões em tempo real orientando as ações no combate e minimizando efeitos colaterais. O SVTRP será pesquisado para combater em ambientes inóspitos, onde haja possibilidade de grandes perdas humanas e materiais, com blindagem e equipamentos de defesa química, bacteriológica, radiológica e nuclear. “O de desarme de bombas é muito conhecido e amplamente utilizado pelas Forças de Segurança Pública. A variante de maior interesse para nosso emprego é de desarme de minas terrestres caso tenhamos de atuar em países que não aderiram ao protocolo de proibição de ste tipo de armamento, em missões de paz, como nosso Exército já foi largamente empregado na África, na América do Sul e Central”, esclarece.

 

ARMTEC E UNIFOR
A Armtec é uma empresa que atua nas áreas de defesa e segurança pública, pavimentação, petróleo e gás, divisão automotiva e entretenimento. Nascida na Unifor a partir de um trabalho de conclusão de curso, foi a primeira empresa incubada da Unifor, sendo hoje empresa hospedada. “A Armtec nasceu na Unifor e continua tendo a sua principal unidade de pesquisa e desenvolvimento dentro da Universidade. Temos mais de um milhão em projetos e em recursos investidos, bolsas e prêmios gerados com alunos daqui. Mais de uma centena de alunos da Unifor já passaram pela Armtec, dezenas foram ou são funcionários nossos. Temos a grata satisfação de sempre buscar gerar resultados que fortaleçam esta relação de 10 anos”, pontua o prof. Roberto Macêdo.

 

Para o coordenador do Espaço de Desenvolvimento de Empresas de Tecnologia da Unifor, prof. Ricardo Colares, empresas incubadas, como a Armtec, representam um ambiente propício para o desenvolvimento de pesquisas voltadas para a aplicação prática, usando o conhecimento científico para desenvolver produtos para o mercado. “A Armtec desenvolve produtos que envolvem conhecimentos nas mais diversas áreas da tecnologia: eletrônica, mecânica, controle e automação, materiais e computação, com possibilidade de envolvimento e integração de estudantes dessas áreas na condição de estagiário, bolsistas de pesquisa ou ainda como funcionários. Os estudantes envolvidos nos projetos ficam estimulados com a perspectiva de participar da construção de algo concreto, aumentando assim seu interesse pelo aprofundamento do conhecimento por meio da pesquisa”.

 

DEPOIMENTOS

 

un-243-21

 

 

 

“No decorrer do curso de Petróleo e Gás fui convidada para estagiar no setor administrativo da Armtec e logo depois fui efetivada. Nos últimos dez anos a Armtec trouxe para o Ceará projetos inovadores, como robôs que são considerados pelo Ministério da Defesa como estratégicos, robôs submarinos que serão utilizados na prospecção do óleo do pré-sal, como o Robô Dragão. Eu me considero um resultado desta parceria, pois tenho dentro do campus meu desenvolvimento intelectual provido pela Unifor e meu desenvolvimento profissional na Armtec”.

 

Janaina Pereira, aluna do 5º semestre do curso de Petróleo e Gás e coordenadora do setor Administrativo e Financeiro da Armtec.

 

 

 

 

un-243-22

 

 

 

 

 

“Entrei na Armtec através de um processo seletivo. A empresa é dividida em setores: gerência, administrativo, comercial e dentro do P&D estão presentes as equipes de mecânica, eletrônica e TI, todas elas compostas por engenheiros formados pela Unifor e alunos da Engenharia e de cursos técnicos. O fato da Armtec estar localizada dentro do campus facilita bastante o deslocamento e também o encaixe dos horários de trabalho com as disciplinas em curso”.

 

Pedro André, aluno do 8º semestre de Engenharia de Controle e Automação auxiliar de eletrônica na Armtec.

 

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 243

 
Banner
Banner

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados