Banner

Núcleo Integrado de Comunicação da Unifor é vitrine para mercado

un-243-05

Atualmente formado por 104 pessoas, o NIC funciona como
espaço de prática e experimentação para alunos do CCG.

 

Vitrine dos cursos do Centro de Comunicação e Gestão da Unifor, o NIC tem acumulado prêmios desde sua criação e é palco de prática para alunos da graduação.

 

A comunicação é inerente à condição humana e está no centro do conhecimento. Ela é o cerne das ciências interdisciplinares, e o pensamento interdisciplinar reflete as condições necessárias para aproximar conceitos e saberes, contribuindo significantemente para reestruturar áreas do conhecimento. Criado em 2000, o Núcleo Integrado de Comunicação (NIC) é um projeto permanente de extensão e principal espaço de experimentação e relação entre teoria e prática dos cursos de Comunicação Social – Publicidade e Jornalismo e de áreas afins como Eventos, Administração, Audiovisual e Ciências da Computação da Universidade de Fortaleza.

 

O objetivo do NIC é possibilitar aproximação com a sociedade por meio da execução de projetos de comunicação realizados por alunos da Unifor, sob a orientação de professores. Dessa forma, mantém uma relação direta na aplicação prática das disciplinas estudadas em sala de aula.

 

O NIC atua na divulgação dos produtos elaborados em suas células, o que tem proporcionado a divulgação dos cursos da Unifor em todo Brasil por meio dos vários prêmios conquistados em congressos estudantis de comunicação e também através de sua relação direta com o mercado de trabalho. Atualmente, coordenado pelas professoras Alessandra Oliveira e Alessandra Bouty, é composto por oito células: AgênciaNIC, Mídia Interativa NIC, AssessoriaNIC, RádioNIC, WEBTVNIC, EventosNIC, JornalismoNIC e FotoNIC, que atendem aos vários departamentos da Universidade, Organizações Não Governamentais, instituições sem fins lucrativos e demais setores da sociedade.

 

un-243-06De acordo com a profa. Alessandra Oliveira, o NIC é, na Universidade, o principal espaço de prática antes de o aluno de Comunicação entrar oficialmente no mercado de trabalho. “É um espaço que tem como missão a relação teoria e prática, que transformam em produtos os ensinamentos desenvolvidos em sala de aula”, afirma. O NIC tem sido considerado um expositor dos cursos de Comunicação. Isso porque é fato que muitos dos alunos que passam com sucesso por ele conseguem uma boa posição no mercado de trabalho. Segundo o professor do curso de Jornalismo e orientador do JornalismoNIC, Alejandro Sepúlveda, a vivência gera resultados. “Também ministro a disciplina de Estágio Supervisionado e quando converso com gestores de empresas jornalísticas eles elogiam bastante o trabalho que temos feito aqui no laboratório. Dizem que a passagem dos estudantes pelo NIC tem feito uma grande diferença”, garante.

 

“Todos os trabalhos desenvolvidos aqui são portfólio do NIC, mas também do aluno. É fundamental que os alunos tenham consciência de que o NIC é uma chance de ter orientação, se aproximar do mercado e se mostrar para esse mercado”, enfatiza a professora coordenadora da AgênciaNIC, Alessandra Bouty.

 

O NIC é interligado a outros cursos da Unifor e atende à demanda dos 4 centros do conhecimento da Universidade a partir de ações como a elaboração de cartazes, criação de sites e spots, entre outros produtos. Segundo a coordenadora do Centro de Ciências da Comunicação Gestão (CCG), profa. Maria Clara Bugarim, a Unifor propicia aos alunos a vivência prática e eles surpreendem com trabalhos de altíssima qualidade. “Nos orgulhamos muito de tudo que tem sido produzido com a supervisão dos nossos professores mas, acima de tudo, usando a criatividade e o potencial dos nossos alunos”, afirma a coordenadora.

 

“O NIC era um espaço para a prática de alunos da área de Jornalismo e Publicidade, depois foi incorporado o curso de Audiovisual e Novas Mídias, mas percebeu-se que outras áreas poderiam ser integradas, como Eventos, Marketing e outros cursos. O Núcleo passou a ser um espaço de práticas como se fosse de fato uma grande agência. O foco central é a integração, como o próprio nome sugere. Eu não tenho dúvida que tenha gerado resultados e é uma experiência que vai sendo aperfeiçoada”, declara o professor Henrique Sá, vice-reitor de Graduação da Unifor.

 

DEPOIMENTOS

 

un-243-07

 

 

 

“Desde minha entrada no NIC atuei em diversas áreas, escrevendo textos para os cadernos impressos, para o Blog e fazendo releases. Nos últimos meses, tenho me dedicado à escrita voltada para serviços desempenhados pela assessoria. Tenho aprendido técnicas de comunicação importantes para minha formação como jornalista. Aprendi a escrever para diferentes veículos da comunicação, sempre prezando pela clareza dos fatos, por boa estrutura textual e pela ética. A maior parte de tudo o que sei até o momento sobre o fazer jornalístico está conectada com minha passagem pelo NIC”.

 

Beatriz Santos, aluna do 4º semestre do curso de Jornalismo.

 

 

 

 

 

un-243-08

 

 

 

 

“Trabalho como produtora gráfica da Agência NIC, com a finalização dos arquivos. Tudo passa por mim. Na AgênciaNIC temos quatro células: atendimento, direção de arte, redação e produção gráfica. Está sendo ótimo estagiar no NIC há quase um ano, quero aprender cada vez mais e aproveitar as oportunidades da Unifor. Estou aprendendo muito sobre gráfica, cálculos. Entrei como voluntária e quatro meses depois fui efetivada”.

 

Walesca Castro, aluna do 6º semestre do curso de Publicidade e Propaganda.

 

 

 

 

 

un-243-09

 

 

 

 

“Estou no NIC há um ano e meio. Quando soube da existência de um núcleo onde alunos tinham a chance de trabalhar com fotografia, me interessei bastante. As experiências que a gente adquire aqui dentro são muito positivas, pois trabalhamos interagindo com todas as células, desde a AgênciaNIC ao JornalismoNIC, do Blog ao impresso, porque todos os núcleos precisam de fotos. Para quem pensa em trabalhar com fotografia ou conhecer esse universo, é uma experiência necessária”.

 

Thiago Gadelha, aluno do 4º semestre do curso de Publicidade e Propaganda.

 

 

 

 

 

un-243-10

 

 

 

 

 

“Fazer estágio na RádioNIC é muito importante, porque foi aqui que eu descobri a paixão por rádio. É uma grande porta para entrar no mercado de trabalho. A gente corre atrás de entrevistado, faz programas ao vivo e temos que aprender a improvisar para que o programa entre no ar, pois a gente lida com prazos. Já fizemos trabalhos para ONGs e para as outras células também”.

 

Raquel Carlos, aluna do 8º semestre do curso de Jornalismo.

 

 

 

Conheça o NIC

O NIC é formado por oito células, onde os alunos têm a oportunidade de praticar, de acordo com seu curso e afinidades. Confira!

  • 104 membros
  • 14 professores
  • 18 bolsistas
  • 69 voluntários
  • 3 funcionários

 

JornalismoNIC

 

É a célula responsável pelos produtos jornalísticos impressos e digitais. Conta com bolsista e funcionários selecionados no início de cada semestre e trabalha com o Sobpressão, jornal laboratório nos moldes daqueles que todo curso de Jornalismo é obrigado a ter, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). Os alunos atuam na confecção do jornal produzindo suplementos como o Fôlego, caderno de esportes; Coletivo, caderno que dá espaço para matérias com finalidades sociais e iniciativas autênticas; e caderno Balaio, voltado para a cultura. Conta também com a produção de um jornal Mural, colado nos centros acadêmicos e espaços de grande visibilidade da Unifor; o jornal De Bandeja, distribuído no Centro de Convivência; e a revista A Ponte, realizada pelos alunos da disciplina de Impresso II, mas editada no JornalismoNIC. Os aluns produzem ainda o produto digital Blog do Labjor.

 

De acordo com Alejandro Sepúlveda, professor orientador da redação do JornalismoNIC, “o objetivo primordial é simular uma empresa jornalística, na qual o estudante possa passar por todas as etapas, desde a reunião de pauta, pesquisa, entrevistas, redação do material, edição, titulação e o acompanhamento da diagramação. O laboratório tem normas e isso é cobrado dos estudantes, ele aprende a ter horários, a cumprir prazos e a trabalhar em equipe”. “O NIC reúne saberes, conteúdos e instrumentos que o profi ssional de comunicação vai experimentar. A Universidade oferece equipamentos, vivências e oportunidades que estão à disposição do aluno. É importante que ele tenha maturidade e percepção e que participe desse espaço”, orienta o coordenador do curso de Jornalismo da Unifor, prof. Wagner Borges.

 

Giovania de Alencar Araújo, aluna 6º semestre do curso de Jornalismo, entrou no NIC em 2013, na célula Mídia Interativa NIC, onde passou seis meses. Migrou para o JornalismoNIC, onde fi cou três meses como voluntária no Blog e conquistou uma bolsa. “Foi bom passar por todas essas experiências, criação, blog e impresso mas, como bolsista tenho a função de coordenar, aprender sobre os cadernos impressos. Com certeza vou sair do NIC preparada para o mercado de trabalho”, reconhece.

 

WEBTVNIC

 

Célula responsável pelo desenvolvimento de programas, reportagens e entrevistas com a linguagem voltada para a internet. De acordo com o professor do curso de Audiovisual e coordenador da célula, Glauber Paiva, a WEBTVNIC desenvolve conteúdos e jornalísticos audiovisuais de características documentais para serem postados nas redes sociais. “A ideia é usar qualquer tecnologia audiovisual para a realização dos conteúdos”.

 

Segundo o professor, o objetivo é gerar seus próprios conteúdos. “Um dos programas importantes foi o Descompressão. Estamos na era das tecnologias da informação. Assim, o desafi o não é somente operar com as novas tecnologias, mas sim com a linguagem e as formas de representações”, explica.

 

RádioNIC

 

Célula responsável pela programação da Rádio Unifor, que funciona online, e pelo desenvolvimento de campanhas radiofônicas educativas e projetos especiais. Conta com os produtos Sou Batuque (música de raiz), Empório Brasil (música popular brasileira), Nas Alturas (rock e cultura juvenil), No Tom(música instrumental) e Rádio Destaque (jornalístico).

 

Segundo a aluna do 8ª semestre de Jornalismo e bolsista sênior da Rádio Unifor, Raquel Carlos, o programa Sou Batuque busca trazer artistas cearenses pouco conhecidos pela mídia e o programa jornalístico Rádio Destaque trabalha em cima de um tema onde convidados especialistas opinam sobre ele. “Além disso, produzimos boletins, spots, jingles e trabalhamos em parcerias com as outras células do NIC”, conta.

 

De acordo com a professora do curso de Jornalismo e coordenadora da Rádio NIC, Kátia Patrocínio, a Rádio Unifor surgiu no ano de 2006, com o objetivo de envolver os estudantes num projeto em que pudessem trabalhar na prática o que estudam na teoria nas disciplinas de Radiojornalismo e Produção Publicitária em Rádio. “O Núcleo da Rádio funciona com a produção de musicais com informação e um programa voltado exclusivamente para o jornalismo, além de boletins que são inseridos nos outros programas. Também temos trabalhos realizados para instituições de fora.

 

AgênciaNIC

 

A AgênciaNIC é a célula responsável pelo atendimento, produção e divulgação de campanhas e produtos publicitários. Nesse espaço, são produzidos campanhas publicitárias, identidades visuais, anúncios em mídia impressa e digital, cartazes, banners, folders e fl yers, entre outras ações de publicidade. A Agência atende demandas internas e organizações sem fi ns lucrativos. Uma delas foi o Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), que contou com a ajuda da Agência para a produção da campanha Boas Ações nos Tornam Anjos. “O produto fi cou excelente, uma linguagem bem atual”, afi rma Daniel Mota, diretor financeiro do CEU.

 

Bybyanne Lemos, aluna do 5º semestre do curso de Publicidade e Propaganda, ganhou o prêmio na categoria Campanha Publicitária, da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, Intercom 2014, com a peça Seja Um Anjo Para o CEU. “Inscrevi o job no Intercom, defendi com base e trouxe o prêmio pra agência”, contou a aluna, que é ex-bolsista do NIC.

 

“Além de praticar, poder errar, ter tempo de preparar com calma os produtos, ir aprendendo a execução. Torcemos muito para que todos os alunos tenham essa consciência e queiram participar, porque estamos aqui de portas abertas”, afi rma a profa. Alessandra Bouty, coordenadora da AgênciaNIC.

 

“O NIC assumiu o que realmente tinha como objetivo. Hoje pensamos a comunicação de uma forma global e os alunos de todos os cursos que se encontram no espaço podem enxergar a comunicação como a maioria dos profissionais do mercado”, pontua o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda da Unifor, Carlos Bittencourt.

 

FotoNIC

 

Célula responsável pela cobertura fotográfica dos produtos jornalísticos, pela fotografi a publicitária usada nas campanhas feitas pela AgênciaNIC e por projetos especiais e ensaios fotográfi cos. Qualquer aluno, de qualquer centro acadêmico da Unifor, e não apenas de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, desde que tenha cursado a disciplina de Fotografi a I, pode participar da seleção para estagiar voluntariamente ou concorrer a uma bolsa da célula FotoNIC.

 

Segundo o coordenador do FotoNIC e professor do curso de Jornalismo da Unifor, Júlio Alcântara, “a ideia é possibilitar o desenvolvimento técnico e prático, que estão além das possibilidades das disciplinas de Foto 1, Foto 2 e Fotojornalismo, para aqueles que tenham interesse na área.

 

Fabiane de Paula, ex-bolsista do NIC é hoje fotógrafa do Jornal Diário do Nordeste. “Tive uma experiência bastante signifi cativa no NIC, porque foi um espaço para experimentação e aprendizado, uma extensão da sala de aula. Tive a oportunidade de associar teoria à prática, com muito profi ssionalismo, sob a orientação de professores maravilhosos que me ajudaram bastante na escolha da minha carreira profissional. Aconselho aos alunos que passem pelo NIC, não só na fotografia, e que aproveitem ao máximo tudo que for oferecido”.

 

EventosNIC

 

Célula responsável pelo planejamento e execução de eventos e um dos setores de interdisciplinaridade com outros cursos da Universidade, como Gestão de Turismo, Marketing e Eventos. Atua na captação e planejamento de eventos, eventos corporativos e eventos científi cos.

 

O EventosNIC organiza e presta serviços em eventos realizados dentro do campus da Unifor e os alunos enxergam na célula uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional. “Em 2013.2 fiz a seleção como voluntário, passei, fiquei até o final de 2013 e, em 2014, recebi a bolsa para exercer como sênior. Para mim é muito válido, porque o que vejo em sala realizo na prática. É uma experiência muito válida”, assegura Noandro Menezes, aluno do 4º semestre do curso de Eventos.

 

De acordo com a coordenadora da EventosNIC, Michelle Galvão, o NIC oferece uma oportunidade de aprendizado que complementa a formação superior. “A estrutura alegre e acolhedora, a liberdade de trabalho e o contato com pessoas de diferentes formações ajudam o NIC a ser uma referência importante no currículo de nossos alunos. Os diferentes projetos ampliam o repertório e a visão de mundo, dando mais segurança para o planejamento de sua carreira profissional. Para nós, como professores, o mais gratifi cante é ver neles a alegria pelo trabalho que fazem.

 

Mídia Interativa NIC

 

Célula existente desde 2002, é dedicada ao ensino, estudo e desenvolvimento de produtos digitais online e offl ine. O grupo elabora sites, portais e blogs, games, animação e ilustração em 3D e publicidade digital. De acordo com o professor do curso de Audiovisual e Novas Mídias e coordenador do Mídia Interativa NIC, Lima Júnior, “tudo que for interatividade com as novas mídias é nossa função. Produzimos sites, temos bolsistas webmasters, estagiários do Audiovisual, da Publicidade, da Informática, porque é uma célula multidisciplinar, então atendemos projetos de outros centros, fazemos projetos para TCCs de alunos, jogos para a área da saúde, etc. Temos jogos, por exemplo, para obesidade infantil feito junto com o pessoal da Terapia Ocupacional, jogos para tratar crianças hiperativas, inclusão de crianças fora da faixa etária e também para ajudar crianças na fisioterapia”.

 

“Sou webdeveloper, que é quem dá vida ao layout, muitas vezes feito pelo webdesigner. Atualmente, estamos elaborando jogos que concorrerão na SB Games, principal evento de pesquisa e desenvolvimento de jogos e entretenimento digital da América Latina”, diz Samuel de Carvalho, aluno do 7º semestre do curso de Audiovisual e Novas Mídias e bolsista do NIC. O Mídia Interativa NIC fez trabalhos de grande importância, como o site do MUVIC, Museu Virtual do índio Cearense (http://muvic.com.br/). Segundo a coordenadora do MUVIC, Kalu Chaves, “o site ganhou prêmio nacional, o XVIII Prêmio Expocom Nacional, Recife, 2011, no Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom).

 

AssessoriaNIC

 

Célula responsável pelo atendimento, planejamento e desenvolvimento de projetos e ações de assessoria de comunicação. De acordo com a professora e coordenadora da AssessoriaNIC, Adriana Santiago, a célula foi criada em 2012 para dar conta do relacionamento com a imprensa durante a 35ª edição do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Intercom 2012, sediado na Unifor. Funcionando como parte do NIC, surgiu com o objetivo de praticar a assessoria de imprensa para diversos públicos. A professora afi rma que “hoje, chamamos de Assessoria NIC, numa decisão de unifi car as logomarcas em torno de uma ideia integrada do núcleo de comunicação. A célula funciona atendendo às demandas que chegam ao NIC através da EventosNIC ou diretamente para atender pedidos de entidades sem fi ns lucrativos”.

 

Entre as atividades diárias desenvolvidas pelos estudantes está a produção de releases, notícias para internet, conteúdo para as redes sociais, além do relacionamento com a imprensa.

 

“A assessoria de comunicação é campo próspero no mercado de trabalho. Hoje o curso de Jornalismo vem investindo nesta vertente da comunicação organizacional, inclusive o CCG tem uma pós-graduação lato sensu na área. Estamos certos de que a célula de assessoria influenciará de forma positiva a formação de cada estudante envolvido, promovendo o crescimento intelectual e auxiliando na formação dos futuros profi ssionais da área de comunicação”, enfatiza a professora Adriana Santiago.

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 243

 
Banner
Banner

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados