Banner

Orquestra Sanfônica da Unifor estreia em apresentação com Waldonys

 

UN242-02

 

O projeto Orquestra Sanfônica é uma parceria entre a Unifor e a Prefeitura de Tauá e leva o ensino da sanfona a crianças da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz.

 

No último dia 21 de agosto, os alunos da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz, em especial os integrantes da Orquestra Sanfônica da Unifor, vivenciaram uma experiência musical incomparável. Eles participaram de uma aula pública que contou com a participação especial do sanfoneiro Waldonys, padrinho oficial do projeto. Criada em julho, a Orquestra Sanfônica é uma parceria entre a Universidade de Fortaleza e a prefeitura de Tauá.

 

No palco do Teatro Celina Queiroz, o grupo de 14 crianças mostrou ao público seus primeiros acordes com a sanfona, orientados pelos professores Pedro Alves Feitosa e Silézia de Oliveira. Na plateia, conferiam a primeira apresentação da Orquestra colegas de escola, familiares, professores, entre outros. Também estiveram presentes o chanceler Airton Queiroz, a presidente do Grupo Edson Queiroz, Dona Yolanda Queiroz, a reitora Fátima Veras, e o vice-reitor de Extensão e Comunidade Universitária, Randal Pompeu.

 

“Fiquei muito feliz em receber o convite da Unifor para ser o padrinho desse projeto, uma orquestra sanfônica na minha terra, na Unifor, na escola Yolanda Queiroz. Me deixou honrado. É importante que as crianças abracem essa oportunidade com muito amor, com muita garra, porque a música é transformadora. Eu me vejo nesse filme. Porque era um menino quando comecei a tocar sanfona e tenho certeza que daqui vão sair grandes músicos, grandes instrumentistas, acordeonistas e sanfoneiros. Eu espero estar ainda por aí para poder dividir o palco com eles”, declarou o músico.

 

Os jovens músicos estavam em clima de alegria por se apresentar pela primeira vez em público e ao lado do ídolo Waldonys, considerado um dos grandes sanfoneiros do Brasil.

 

De acordo com a diretora da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz, Mônica Praça, a escola possui 33 anos de existência e, atualmente, fornece educação básica para 550 crianças. Ela lembra que a ideia de organizar uma orquestra sanfônica entre os alunos foi do chanceler Airton Queiroz. “Na nossa escola, as crianças não dispendem de nada, tudo é fornecido pela Fundação Edson Queiroz e pela Unifor, como material didático, fardamento e merenda escolar. Valorizamos muito o ensino das artes, até por estarmos dentro da Universidade, que é referência em apreciação de artes no Brasil. A ideia da orquestra, inclusive, veio do chanceler Airton Queiroz, que esteve no município de Tauá e assistiu a uma apresentação da orquestra sanfônica de lá e trouxe a ideia pra dentro da Universidade, presenteando as crianças da escola. É um incentivo a mais para um futuro cada vez mais promissor”.

 

“A Unifor valoriza a arte, a cultura e possui vários projetos de responsabilidade social. Esse é um grande projeto que reúne tudo isso. É um estímulo à música e, principalmente, um resgate para nossa cultura. Que nós possamos, por meio da orquestra, incentivar a utilização da sanfona e mostrar a capacidade que as crianças têm de aprender um novo instrumento e, quem sabe, futuramente, teremos aqui um outro Waldonys”, enfatizou Randal Pompeu.

 

“Nós da vice-reitoria de Extensão, da Divisão de Arte e Cultura e da Divisão de Responsabilidade Social, ficamos muito satisfeitos com o evento, pela quantidade de pessoas que compareceram. O evento deixa a mensagem de que a arte pode mudar vidas. Essa é missão do projeto, dar uma oportunidade de vida para as crianças que, através da arte, podem crescer e ter uma formação completa”, concluiu o coordenador da Divisão de Arte e Cultura da Unifor, Thiago Braga.

 

Orquesta Sanfônica Unifor
A Orquestra Sanfônica da Unifor é composta de 23 crianças, alunas da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz. As crianças têm aulas de sanfona uma vez por semana.

 

DEPOIMENTO

 

UN242-01


“Gosto muito de sanfona. Na escolinha eu tenho esperança de aprender coisas novas e isso me faz mais feliz. O dia da apresentação no teatro da Unifor foi o dia mais feliz da minha vida. Quando eu crescer quero ser sanfoneiro igual ao Waldonys”.


Luis Henrique Barros da Silva,
7 anos, aluno do 1º ano da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 242

 
Banner
Banner

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados