Banner

Unifor leva campanha pelo Dia Mundial da Voz ao Mercado Central

Durante a manhã de atividades, alunos do curso de Fonoaudiologia orientaram a população sobre cuidados com a saúde vocal

Há 16 anos, a Universidade de Fortaleza e o Conselho Regional de Fonoaudiologia 8ª Região (Crefono8), deram início à campanha do Dia Mundial da Voz, comemorado em 16 de abril. Em 1999, profissionais se reuniram para explicar e conscientizar a população sobre os cuidados necessários com a saúde vocal. Este ano, as atividades aconteceram no Mercado Central, no centro da cidade, quando profissionais e estudantes de Fonoaudiologia estiveram no local alertando a população.

Segundo o presidente do Crefono8 e professor do curso de Fonoaudiologia da Unifor, Charleston Pereira, a campanha teve início porque o Brasil é um dos países com maior incidência de câncer nas cordas vocais. “Nós fizemos a campanha pela primeira vez visando as pessoas que fumavam, bebiam, eram roucas e tinham problemas de câncer na família. Só que a gente começou a observar que a população vinha sem esses sintomas. Eram curiosas sobre a sua voz, com a sua comunicação. Hoje, a campanha é aberta às pessoas que sentem algum desconforto para falar: pigarro, cansaço”, afirma o professor.

De acordo com o prof. Charleston Pereira, o Mercado Central é um Amigo da Voz, ou seja, faz parte da lista de empresas que têm interesse nesse tipo de ação. “Estivemos no Mercado Central durante toda a manhã do dia 16 de abril, de 8h às 12h, fazendo uma pequena avaliação das pessoas que nos procuraram. Passamos orientações como repousar a voz toda vez que perceber que está cansado, beber mais água, evitar alguns alimentos que dão desconforto, como pimenta, refrigerante, frutas cítricas e fazer exercícios na voz para deixá-la saudável”.

Cerca de 300 pessoas foram atendidas durante a campanha pelos profissionais do Crefono8 e os alunos do curso de Fonoaudiologia da Unifor. “Esse é o momento em que a gente tira os alunos de sala de aula e coloca eles pra fazer uma ação social, ter contato com o público. É um momento rico, sair de sala e vivenciar uma campanha a favor da saúde coletiva”, afirma o presidente do Crefono8.

Para Maria de Lourdes Silva de Souza, 68 anos, a campanha trouxe benefícios. “Eu estava muito rouca e nem sabia que algumas coisas estavam piorando ainda mais a minha situação. Fui atendida muito bem pelos médicos da voz, eles me ensinaram exercícios e eu estou muito feliz. Até o meu neto que me acompanha participou do atendimento e aprendeu que deve ter mais cuidado com a voz”, conta.un238-DPP_0010

“Foi uma ótima iniciativa da Unifor e do Conselho promover esse tipo de campanha. A voz é essencial em nossas vidas e muitas vezes nos preocupamos com outras partes do corpo e a deixamos de lado. Mas sempre precisamos da nossa voz saudável para realizarmos nossas atividades, principalmente profissões como professores, vendedores e jornalistas. Acredito que no evento a população pôde tirar muitas dúvidas e adquiriu mais consciência em relação aos cuidados com a voz”, acredita Márcia Dias Catunda, assessora de Comunicação do Crefono8.


DEPOIMENTO
“Tive o prazer de participar do Dia Mundial da Voz esclarecendo sobre os cuidados necessários com a voz e mostrando sua devida importância à população. Esse projeto me trouxe a oportunidade de aprendizado e uma importante experiência acadêmicas. Foi muito satisfatório e enriquecedor o contado com a população”.
Jéssyka Pereira Maia, aluna do 4º semestre do curso de Fonoaudiologia da Unifor

 

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 238

 
Banner
Banner

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados