Banner

Parceria com Banco do Nordeste transforma alunos da Unifor em empreendedores

un237_15
O aluno Unifor pode ser o empreendedor de amanhã. Por meio de parceria firmada entre a Universidade de Fortaleza e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), alunos e egressos poderão receber todo o apoio necessário para montar o próprio negócio. Apoio que inclui a elaboração do plano de negócio, a captação de recursos e o acompanhamento consultivo.

O acordo de cooperação firmado entre o Banco do Nordeste e a Unifor prevê aplicação de até R$ 5 milhões para financiamento de projetos instalados no Ceará. A parceria beneficiará profissionais que atuem mercadologicamente como empreendedores individuais, microempresas ou empresas de pequeno porte. A expectativa é de que em torno de 100 alunos e egressos sejam beneficiados com o projeto, chamado Aluno Hoje, Empreendedor Amanhã.

Cada plano de negócio deve proporcionar financiamentos de até R$ 50 mil reais. Os beneficiados com os empréstimos serão escolhidos com base em quatro requisitos: identificação de capacidade empreendedora, análise de viabilidade de mercado, solidez do empreendimento e viabilidade de retorno de capital.

Os projetos técnicos e planos de negócio serão desenvolvidos pelo Escritório de Gestão Empreendedorismo e Sustentabilidade (Eges) da Unifor, que também fará o acompanhamento das ações após a captação do recurso.

Para participar, o interessado deve agendar um atendimento por meio do Unifor Online (www.unifor.br). No encontro, um professor irá verificar a viabilidade econômica financeira do empreendedor, bem como outras informações úteis para criação de um negócio sólido. Se aprovado, o projeto é encaminhado para o Banco do Nordeste, que dará continuidade às etapas de concessão do crédito.

“Conhecemos os desafios que estão postos aos empreendedores individuais, micro e pequenos empresários e queremos ser parceiros daqueles que desejam crescer”, declara o superintendente do Banco do Nordeste no Ceará, João Robério Pereira de Messias.

O prof. Rogério Nicolau, coordenador do Eges, conversou com o Unifor Notícias sobre o projeto. Confira!

Unifor Notícias: O que é o projeto Aluno Hoje, Empreendedor Amanhã?
Rogério Nicolau: Esse projeto foi criado pelo Eges e o principal objetivo dele é fazer com que o aluno e o egresso da Unifor consigam colocar em prática o sonho de ter um negócio próprio. Ele tem uma boa ideia, um bom projeto, mas falta capital. A parceria entre Unifor e BNB possibilita que os alunos consigam pegar um recurso sem precisar de um avalista, porque a Fundação Edson Queiroz já fez o papel de garantidor. Outro grande diferencial diz respeito ao projeto técnico, a elaboração do plano e o acompanhamento da execução do projeto. Todas essas ações serão realizadas pelo EGES, algo que o aluno ou egresso não teria se fosse buscar apoio fora. Agilidade na busca do recurso também é um ponto importante.

Unifor Notícias: Como vai funcionar?
Rogério Nicolau: O aluno faz um agendamento aqui no Eges, escolhe o turno para ser atendido e um professorvai analisar o seu projeto. Ele pode já chegar com o projeto, com a ideia para um projeto ou só com a vontade de ter um empreendimento. Aqui vamos estimulá-lo a pensar em coisas com as quais ele gostaria de trabalhar. Quando o projeto estiver pronto, fazemos o estudo de viabilidade. Aqui fazemos uma analise técnica, analisamos o mercado, vemos a questão da concorrência, entre outros fatores. Ele é então encaminhado para um comitê que avaliza o projeto. Aí mandamos para o Banco, que vai analisar o quanto vai emprestar para aquele empreendimento.

Unifor Notícias: Quais os critérios utilizados para que o projeto seja selecionado?
Rogério Nicolau: São analisados vários aspectos. Viabilidade, solidez do empreendimento e a viabilidade de retorno do capital. Embora as taxas sejam competitivas de 4% ao ano e carência de 6 meses é preciso analisar com cuidado os aspectos determinantes para o sucesso do empreendimento. Vale lembrar que o recurso também pode ser destinado a empresas que já existem e precisam de capital de giro, por exemplo, capital para ampliação, atualização de maquinário. Nesse caso, a saúde financeira da empresa também deve ser avaliada como critério para a aprovação do empréstimo.

Unifor Notícias: Qual a a importância desse projeto para os alunos da Unifor?
Rogério Nicolau: Eu considero o projeto inovador e de grande repercussão. Primeiro, porque você atua no empreendedorismo no nível de possibilitar a criação e o desenvolvimento dessas empresas. Além disso, não queremos apenas criar empresas sem solidez, mas pautadas no estudo de Mercado e com diferenciais perceptíveis no mercado. O Eges já trabalha com o empreendedorismo, informando e capacitando, como é o caso do projeto Você Empreendedor, em parceria com o Diário do Nordeste. Agora atuamos efetivamente na construção de empresas. Isso tem a capacidade de gerar uma mudança em escala. O aluno começa a empreender e a mudar sua percepção dentro da sala de aula. Ele vai cobrar mais do curso, buscar informações, querer outro perfil de aula, uma metodologia mais voltada para a prática. Isso tem um efeito em cadeia. Começa na construção de empresas que geram empregos. Também entendo que cada empresa dessa vai ser um grande estudo de caso, um acervo grande para o Escritório, porque vamos acompanhar desde a ideia até o amadurecimento da empresa. A ideia é que o projeto seja um piloto e possa servir de modelo tanto para o Banco quanto para nós. Estamos trabalhando para beneficiar mais alunos, dando ferramentas para que eles possam transformar seu sonho em realidade.


Aluno Hoje, Empreendedor Amanhã
Mais informações no Eges - 3477 3298



Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 237

 
Banner
Banner

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados