Banner

Fundação Edson Queiroz adquire biblioteca de Ciccillo Matarazzo

233_biblioteca

Composta por aproximadamente três mil volumes, a biblioteca fazia parte da coleção pessoal do fundador do Museu de Arte Moderna de São Paulo e contém obras consideradas raríssimas que complementarão o atual acervo de artes da Unifor.

A Fundação Edson Queiroz adquiriu recentemente a biblioteca pessoal do colecionador Francisco Matarazzo Sobrinho, mais conhecido como Ciccillo Matarazzo, um dos principais mecenas da história do Brasil e fundador do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) e do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC/USP). A aquisição da biblioteca foi efetivada pelo chanceler da Universidade de Fortaleza e presidente da Fundação, Airton Queiroz, apreciador das múltiplas artes.

O acervo, que consta de cerca de três mil volumes, reúne uma das mais importantes coleções de livros de arte do país e contém obras consideradas raríssimas. Entre as publicações disponíveis, encontra-se a primeira edição, datada de 1750, da “Opere Varie di Architettura”, de Giovanni-Batista Piranesi, considerado o maior gravador do século 18. A obra traz a série completa de gravuras dos cárceres de Roma. Também presente está a primeira edição, de 1835, da “Malerische Reise in Brasilien”, do ilustrador alemão Moritz Rugendas. O volume é composto por 100 litografias que retratam características físicas, hábitos e costumes da população brasileira. Edições assinadas por modernistas como Marc Chagall e Max Ernst também compõem a coleção.

A obtenção da biblioteca pela Fundação Edson Queiroz ganhou destaque nacional nos principais jornais do Brasil. O caderno Ilustrada, da Folha de São Paulo, trouxe, em 23 de agosto, uma matéria assinada pelo crítico de arte e repórter Fabio Cypriano que ressaltou a importância do acervo e a raridade de suas obras. “A compra foi efetivada pelo empresário Airton Queiroz, 65, presidente da Fundação Edson Queiroz, chanceler da Universidade de Fortaleza. […] Nos últimos anos, Queiroz reuniu uma coleção de cerca de 400 obras, que percorrem toda a história do Brasil”, diz parte do texto. Destaque também no jornal O Estado de S. Paulo, que repercutiu a aquisição da coleção no Caderno 2, em reportagem do jornalista e crítico de arte Antônio Gonçalves Filho datada de 28 de agosto.

233_biblioteca2

A reitora da Unifor, Fátima Veras, ressaltou a importância da aquisição da biblioteca, que em breve se junta ao acervo de artes da Universidade, reunido ao longo de décadas. “Como instituição de ensino, a Unifor entende ser fundamental educar através das artes. Nesse sentido, a vinda dos volumes tem um valor incalculável, tanto para nossos alunos quanto para aqueles das escolas que visitam nosso Espaço Cultural. Sem dúvida, será uma experiência única conhecer o acervo que complementará de maneira riquíssima nossa coleção”.

“Do ponto de vista da aquisição de livros raros, essa é uma das maiores e melhores notícias para o estado do Ceará. Estamos recebendo um acervo fantástico, que se constitui de obras raríssimas, como a coleção da Sociedade dos Cem Bibliófilos do Brasil, que não se encontra em lugar algum. O acervo dará mais prestígio e uma posição importantíssima para a Unifor perante os cenários nacional e internacional, sendo incluída na rota cultural de bibliófilos do mundo inteiro”, acredita o presidente da Academia Cearense de Letras (ACL), José Augusto Bezerra.

Membro da Associação Brasileira de Bibliófilos, o diretor superintendente do Diário do Nordeste, Pádua Lopes, visitou o acervo e comentou. “A aquisição dos livros de arte que pertenceram a Ciccillo Matarazzo confere à Unifor um importante status acadêmico e cultural no Brasil. A coleção se destaca pela raridade e preciosidade das obras, bem como pela procedência dos exemplares, a maioria deles com dedicatória dos autores e o ex libris daquele que foi o fundador da Bienal Internacional de Arte de São Paulo e do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo. Essa coleção de livros dará suporte e consistência ao excepcional acervo de artes plásticas da Fundação Edson Queiroz. O valor cultural de ambas as coleções se conjugam para tornar a Unifor uma referência nacional nas duas seletas áreas. O chanceler Airton Queiroz está de parabéns pela iniciativa, que é um presente para todo o Ceará”.


233_biblioteca2 (2)233_biblioteca3233_biblioteca1



Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 233

 
Banner
Banner

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados