Banner

Unifor é 1ª em produção científica no N/NE

Classificação é promovida pela Scimago Institutions Rankings (SIR) 2013

A Universidade de Fortaleza foi classificada, pelo quarto ano consecutivo, como a melhor universidade privada do Norte e Nordeste do Brasil de acordo com avaliação do Ranking Ibero-Americano Scimago Institutions Rankings (SIR) 2013, que compara a produção científica de Instituições de Ensino Superior (IES) Ibero-Americanas.

Entre todas as universidades particulares do país, a Unifor subiu para a 11ª colocação, sendo classificada entre as 200 melhores instituições ibero-americanas de pesquisa e entre as 70 melhores instituições brasileiras, incluindo também as públicas.

O Ranking Ibero-Americano é uma ferramenta de análise e avaliação da produção científica aos responsáveis pela definição das políticas de investigação, gestores institucionais, investigadores e meios de comunicação social.

“Temos muito o que comemorar. O relatório mostra um conjunto de indicadores bibliométricos que desvendam algumas das principais dimensões do desempenho das instituições de pesquisa, incluindo impacto científico, especialização temática, dimensão da produção científica e qualidade das redes de cooperação internacional das instituições”, comenta o vice-reitor de ensino de graduação, professor Henrique Sá.

“A Unifor tem atuado de forma intensa na produção científica, estimulando, incluisive, o financiamento em pesquisa. O apoio aos profissionais é também uma ação frequente da Universidade. Temos feitos investimentos importantes na área de biotecnologia, de segurança da informação, de energia e petróleo, jurídica, da saúde coletiva, da psicologia e da tecnologia da informação. Alguns exemplos são o desenvolvimento do leite de cabra contra a diarreia, pesquisa para melhorar a extração de petróleo, a resolução de conflitos na área jurídica, desenvolvimento de software para melhorar a segurança, pesquisa sobre violência familiar e da cidade - todas já patenteadas e/ou premiadas”, acrescenta a vice-reitora de pesquisa e pós-graduação, professora Lilia Sales.

Para a elaboração do Ranking Ibero-Americano, são avaliados os seguintes quesitos: produção científica (número de artigos publicados pelas universidades); colaboração internacional (relação dos artigos publicados pela universidade em colaboração com instituições de outros países); qualidade científica (relação entre a citação que a universidade recebeu e a média da citação mundial, de acordo com o procedimento do Instituto Karolinska); além de porcentagem de publicações em 25% das melhores revistas do mundo, um valor medido a partir do indicador de importância científica das revistas desenvolvido pelo Grupo de SJR Scimago.

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 230

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados