Banner

Nami: saúde e prática acadêmica

 

Diversificação de serviços de saúde oferecidos à comunidade marca a trajetória do Nami, tido como referência da rede pública de saúde do município e estado. A clínica-escola envolve 3.500 alunos e atende cerca de 25 mil pessoas por ano.

 

229_nami
Além de atendimentos de atenção secundária para o SUS,
o Nami conta com 30 consultórios, ocupados por 50 docentes
em mais de 25 especialidades médicas.

De um lado, saúde. De outro, aprendizado. O Núcleo de Atenção Médica Integrada (Nami) da Universidade de Fortaleza agrega as duas vertentes, servindo de campo de prática para seus alunos e de clínica de atendimento gratuito à comunidade.

 

O Núcleo, fundado em 1977, oferece uma variedade de serviços, incluindo consultas médicas, de nutrição, psicologia, fisioterapia, fonoaudiologia, serviço social, terapia ocupacional e enfermagem, além de análises laboratoriais e diagnósticos por imagem. Por ano, a unidade realiza mais de 300 mil procedimentos, beneficiando cerca de 25 mil pacientes.

 

“O Nami é um centro de clínicas, caracterizado no sistema de saúde público como de atenção especializada. Ele está no segundo nível de atenção à saúde, e o referenciamento dos atendimentos é feito em sua maioria pela Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza. O Nami tem uma importância para a sociedade muito grande devido à escassez de serviços de saúde no município e no estado. Ao mesmo tempo recebe por ano aproximadamente 3.500 alunos do Centro de Ciências da Saúde (CCS), que vêm aqui para o seu campo de estágio”, afirma o diretor do Nami, Rodrigo Dornfeld.

 

“O Nami é importante porque traz a prática da vida real para os estudantes. Este é meu primeiro semestre de estágio no Núcleo e também a primeira experiência de mercado. Estou aprendendo bastante. Aqui atendemos idosos e pessoas de todas as classes, até mesmo pessoas com planos de saúde. Temos professores nos orientando e acompanhando nossas atividades, o que nos deixa à vontade e confiantes”, conta Domingos de Alcântara Júnior, aluno do 7º semestre do curso de Terapia Ocupacional e um dos muitos bolsistas do Núcleo.

 

“O Nami hoje é um serviço de saúde de referência dentro da rede de saúde do município e do estado. O setor é extremamente importante para a graduação porque está integrado a essa rede de serviço de saúde. Quando nosso aluno vai para lá, se depara com pacientes e doenças, e aprende a lidar, gerenciar, manusear e conduzir problemas reais. Ao mesmo tempo, o Nami tem um ambiente de excelência, com as melhores condições possíveis para essa prática. A gente sabe que, quando o aluno se formar, ele não vai ter a estrutura e a organização dos procedimentos que encontra no Nami. Mas, como ele é um profissional em formação, precisa saber aquilo que há de melhor e de mais atual em termos de conhecimento e de estrutura para que possa inclusive influenciar e interferir no seu futuro cenário de prática. A interdisciplinaridade é o grande diferencial do Nami, funcionando como modelo prático da formação dos nossos alunos da área de saúde. A integração entre as disciplinas e entre as profissões é o ideal porque os problemas de saúde são multifatoriais, complexos”, acrescenta o diretor do CCS, professor Flávio Ibiapina, que foi diretor do Nami de 2004 até 2010.

 

HISTÓRICO
O Nami conta com uma estrutura moderna espalhada em uma área de 14 mil metros quadrados. Mas nem sempre foi assim, como nos conta a reitora Fátima Veras, que foi a primeira coordenadora do Núcleo. “A transferência para a nova unidade ocorreu em 2002. A primeira instalação física do Nami era um local de estrutura muito simples, como um grande galpão com consultórios. De um lado, era a parte adulta e, do outro, era a infantil. Os consultórios tinham um corredor por trás que possibilitava a movimentação de alunos. O Núcleo começou através de um convênio que a Universidade fez com a Fundação Kellogg, instituição americana que dava subsídios para a formação de mão de obra na área preventiva da saúde. Na época, o Nami realizava todas as ações básicas de saúde, como vacinação, controle de gestante, acompanhamento de crianças de 0 a 5 anos de idade, na parte nutricional, ponderal, estatura, peso, doenças infecciosas, e já servia também de campo de estágio inicialmente para os cursos de Enfermagem, Fisioterapia e tecnólogo de Saneamento Ambiental, curso em parceria com a Kellogg. A frequência dos estágios foi aumentando gradativamente com a inclusão de outros serviços como a Terapia Ocupacional, a Fonoaudiologia e a Odontologia, que veio depois de 1985. O Dr. Flávio Ibiapina elevou o Núcleo a um setor de maior complexidade, e hoje o serviço de saúde básica que era prestado pelo Nami é feito pela Unidade de Saúde Matos Dourado.”

 

SERVIÇO ESPECIALIZADO
Ao longo de sua trajetória, o Nami expandiu suas atividades e estrutura, oferecendo serviços cada vez mais complexos e específicos, como o procedimento de espasticidade, que trata pacientes com dificuldades motoras agudas causadas por uma condição neurológica anormal. O serviço está disponível em poucas unidades de saúde do estado. Outro exemplo é a oferta de uma “casa adaptada”, na qual pacientes com variadas deficiências físicas podem simular experiências do cotidiano. A Academia Unifor oferece, além dos serviços de musculação e ginástica, aparelhos específicos para fisioterapia e hidroterapia.

 

Núcleo de Atenção Médica Integrada (Nami) Rua Desembargador Floriano Benevides, 221, ao lado do Fórum Clóvis Beviláqua. Informações: 3477 3611

 

SAIBA MAIS

Serviços oferecidos pelo Nami:

  • Análises Laboratoriais
  • Centro de Diagnósticos: Ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroencefalograma, ultrassonografias (pélvica, mamária, transvaginal, morfológica, obstétrica, cervical, abdome), raios-X, endoscopia, colonoscopia, etc.
  • Fonoaudiologia: Exames e consultas para diagnósticos de gagueira, disfonia, disfagia, distúrbio de leitura e escrita; audiometria; fornecimento de próteses auditivas; laringoscopia; videolaringoscopia; retirada de cera, etc.
  • Terapia Ocupacional: Atendimentos divididos por faixa etária – estimulação precoce (0 a 6 anos); atendimento infantil individual (3 a 12 anos); grupo integrativo de crianças e adolescentes com dificuldade de comportamento e de aprendizagem (13 a 18 anos); atendimento ao adulto e ao idoso (reeducação sociofuncional); etc.
  • Enfermagem: Consultas, curativos, central de material esterilizado, clínica de vacinas.
  • Fisioterapia: Fisioterapia clínica, respiratória, infantil, do idoso, do atleta, da mulher, etc
  • Nutrição: Ambulatório de nutrição e doenças crônicas, de nutrição materno infantil, pediátrica e adolescência, Programa Interdisciplinar de Nutrição aos Transtornos Alimentares e Obesidade (Pronutra), Ambulatório de Cirurgia Bariátrica, etc.
  • Psicologia: Psicoterapia individual (crianças, adolescentes, adultos), psicoterapia de grupo, de casal, psicodiagnóstico, grupo de psicomotricidade infantil, plantão psicológico, etc.
  • Serviço Social: Esclarecimentos e integração dos pacientes/usuários aos serviços oferecidos pelo Nami.
  • Academia: Serviços de musculação, ginástica, pilates, fisioterapia, hidroginástica, hidroterapia e avaliação física.

 

 

229_nami01

 

 


“Depois do exame de ultrassom que diagnosticou a gravidez de risco, fui encaminhada para o Nami. Aqui eu faço, uma vez por semana, o acompanhamento dos bebês. A médica avalia o peso, o desenvolvimento e me diz como eles estão. Estou muito confiante.”

Nádia do Nascimento faz acompanhamento semanal no Centro de Diagnósticos desde que descobriu que sua gestação é de risco

 

 

 

 

 

229_nami02

 

 


“Após ter sido diagnosticado com a síndrome do pânico, procurei alguns hospitais psiquiátricos. O ambiente era muito pesado. Um dia me indicaram o Nami. Fui muito bem atendido aqui, desde a primeira visita. Sabia que estava doente, mas o ambiente e as pessoas me faziam sentir melhor. Foi aqui que achei um suporte.”

Francisco Cruz da Silva, paciente do SPA há quatro anos

 

 

 

 

Psicologia: setor de grande demanda

 

A conversa amiga é a ferramenta fundamental do trabalho realizado pelos profissionais e alunos que integram o Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) do Nami. O SPA foi iniciado em 1988, juntamente com o curso de Psicologia, para auxiliar os acadêmicos nas suas práticas laboratoriais. Atualmente é um setor de referência em assistência psicológica na cidade, atendendo por ano cerca de 800 pacientes de diferentes faixas etárias.

 

Os alunos são convocados a participar do atendimento ao público a partir do 8º semestre. Semestralmente 400 deles ficam responsáveis por um ou dois pacientes sob a supervisão de 35 professores.

 

“O aluno cumpre o estágio curricular na clínica por três semestres. Quem atende o paciente é ele. O estudante tem a oportunidade de acompanhar seu paciente por até um ano e meio. A psicologia é o setor que mais atende no Nami por conta do grande volume de estagiários, professores e pacientes. Temos atendimentos pela manhã, tarde e noite com praticamente todos os tipos de terapia. A população tem uma carência muito grande desse tipo de serviço porque ele é muito caro no mercado”, afirma Murielle Ferreira, responsável técnica do SPA.

 

Para ser assistido pelo setor psicológico do Nami, é necessário procurar o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) mais próximo. O SUS, por meio da Coordenação de Saúde Mental de Fortaleza, distribui os casos demandados pelos Caps.

 

O SPA possui um plantão psicológico, cujo atendimento não precisa de encaminhamento. O serviço emergencial possui turnos específicos na semana e atende cerca de 25 pessoas por dia. Com intensa procura, o serviço oferece ao paciente direito a quatro retornos. Caso haja necessidade, o paciente é encaminhado para o atendimento continuado.

 

Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) O atendimento do SPA acontece de segunda a sexta, das 8 às 21 horas. O SPA possui também um plantão psicológico. Informações: 3477 3644

 

 

229_nami03
“Minha mãe teve um AVC isquêmico há quatro anos. Em decorrência, ela começou a ter várias complicações. Recebemos um encaminhamento do médico do posto de saúde para vir aqui e frequentamos o Nami há um ano. Ela veio fazer tratamento fisioterápico e outros exames médicos. Aqui tem toda uma continuidade. Nós nunca tínhamos ouvido falar do Nami. Esta unidade é maravilhosa. Os médicos atendem bem e a estrutura é excelente. A gente vem aqui a cada três meses para continuar o tratamento e estou muito satisfeita.”

Lucilene Silva de Lima com a mãe Zulene Aires, usuária de vários serviços do Nami desde abril de 2012.

 

 

 

229_nami04



“Meu filho utiliza desde agosto do ano passado os serviços de fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional do Nami. Moro em Cascavel, e venho para Fortaleza todas as segundas e quartas. Ele fazia os procedimentos na minha cidade, mas lá não tínhamos acesso à estrutura que o Nami oferece, por isso fomos encaminhados para cá. Mesmo sendo longe, achei uma boa indicação. O Nami está suprindo as necessidades do meu filho e estou gostando muito do atendimento. Aqui ele tem a oportunidade de melhorar cada vez mais.”

Rozélia Mendes Brito, mãe de Carlos Daniel Mendes Brito, de 8 anos.

 

 

 

 

Terapia Ocupacional

 

O setor de Terapia Ocupacional atende cerca de 500 pacientes por mês, desde a criança recém-nascida até o idoso. Os programas disponibilizados são divididos por faixa etária. “A clínica de Terapia Ocupacional do Nami é a única no Ceará. Possuímos uma estrutura muito boa e temos uma demanda grande por atendimentos. Sabemos que nossos serviços fazem a diferença no sistema público e privado de saúde e por isso nossa responsabilidade social é grande. Por ser uma clínica-escola, damos respaldo à Unifor ao mesmo tempo em que correspondemos à necessidade da comunidade”, explica a coordenadora do setor, Rosana Campos.

 

 O setor de Terapia Ocupacional atende das 7h às 11h30 e das 13h30 às 16h30, de segunda a quinta. Informações: 3477 3657

 

Fonoaudiologia

 

O setor de Fonoaudiologia atua na avaliação, prevenção e tratamento de problemas relacionados a voz, fala, linguagem e audição. São realizados cerca de 600 exames por mês, incluindo os de laringoscopia, videolaringoscopia e retirada de cera. “Temos alunos do primeiro até o último semestre realizando práticas clínicas. Aqui eles têm uma ideia do que vão abraçar como profissão, entrando em contato direto com os pacientes. O Nami funciona como clínica-escola e tudo que os alunos precisam de materiais, equipamentos e conhecimentos são fornecidos para que utilizem nos atendimentos”, explica o coordenador do setor de Fonoaudiologia, Thiago Nunes.

 

 O setor de Fonoaudiologia atende das 7h às 12h30 e das 13h às 19h, de segunda a sexta. Informações: 3477 3657

 

Centro de Diagnósticos

 

Outro espaço para a prática acadêmica do Nami é o Centro de Diagnósticos. O setor, que agrega em especial alunos de Medicina, foi inaugurado em 2008. O centro possui três leitos equipados com suportes para intercorrências, uma sala de laudos, três consultórios e um aparelho de ecocardiograma tridimensional. Cerca de 722 alunos do curso de Medicina acompanham a realização dos exames nas aulas práticas. Por ano são efetuados mais de 4.600 procedimentos, entre eles ecocardiograma, eletrocardiograma, raio-X e ultrassonografia.

 

 Para ter acesso aos serviços do Centro de Diagnósticos, é necessário procurar o posto de saúde mais próximo e obter uma guia de encaminhamento do Sistema Único de Saúde. Informações: 3477 3689

 

229_nami05
Alunos observam atentamente orientação do professor: o Nami possui espaço para aulas teóricas e práticas.

 

 

229_nami06



“No Nami temos o acompanhamento dos professores e todo o material necessário para atender os pacientes. Nós avaliamos, damos o prognóstico, o diagnóstico e realizamos o tratamento. Atendemos aqui na unidade e duas vezes por semana no Lar Torres de Melo através de um projeto do Núcleo de Atendimento ao Idoso. O Nami é muito importante para os alunos, pois proporciona conhecimento e prática sobre os mais diversos procedimentos na área de fisioterapia.”

Antônio Lúcio Júnior, aluno do 8º semestre do curso de Fisioterapia e estagiário do Nami desde 2012.1.

 

 

 

 

229_nami07





“O Núcleo tem uma excelente estrutura e atende a uma grande demanda. Os alunos passam por diversos ambulatórios. Atualmente, por exemplo, estou na fase de internato hospitalar 1, passando pela ortopedia, dermatologia e cardiologia. Temos um acompanhamento muito próximo dos professores; atendemos supervisionados pelo médico especialista em cada caso. Dispomos de laboratórios de anatomia, habilidade e nutrição e salas de aula para estudo e conferência.”

Yasmin Fortaleza, aluna do 9º semestre do curso de Medicina e estagiária do Nami desde 2011.

 

 

 

 

 

229_nami08






"Minha vivência está intensa neste semestre, pois estou trabalhando dentro do ambulatório de fonoaudiologia. A prática que adquirimos aqui no Nami é muito importante e existe uma qualificação excelente dos professores. O Nami é uma instituição completa que acompanha realmente os alunos e os beneficiados."

Gil Eanes Rodrigues, aluno do curso de Fonoaudiologia e estagiário do Nami desde 2012.

 

 

 

 

 

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 229

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados