Banner

Minha Boca, Meu Caminhar

Egresso do curso de Psicologia lança livro autobiográfico e mostra que enfrentar as adversidades da vida com bom humor e determinação é o primeiro passo para se alcançar o sucesso.

228_livrominhabosaMárcio Vaz Fernandes faz parte de um seleto grupo de pessoas que superaram seus limites e transformaram a deficiência física em algo menor do que a capacidade de alcançar seus objetivos. Graduado em Psicologia, Márcio lançou no dia 29 de janeiro na Unifor seu primeiro livro: Minha Boca, Meu Caminhar. O volume, uma autobiografia, conta a mudança de vida após o acidente que o deixou tetraplégico.

“O livro quebra um paradigma com a deficiência. Normalmente se pensa numa obra em que você vai se deparar com uma realidade sofrida. Não tem nada disso. Conto com bom humor, porque sou bem humorado, a minha história dentro de uma metodologia engraçada e curiosa. Relato passo a passo minhas conquistas, inclusive relato sexo – não são cinquenta tons de cinza, mas dá uns dez”, explica brincando o autor.

Márcio iniciou cedo sua vida profissional. “Aos 15 anos me lancei às vendas externas e, apesar da preguiça, sempre ocupei posição de destaque. Vaguei por algumas empresas no setor de vendas e aos 19 anos fui demitido pela primeira vez de uma empresa por falta de compromisso com o horário de chegada. Quase um ano depois, retorno a essa mesma firma, sendo que agora na condição de proprietário. Os negócios não andavam bem, e numa ação audaciosa eu a comprei. Meu sócio e eu reerguemos a empresa à posição de segunda maior do segmento na capital. Foi um período em que me redescobri e reconheci em mim algo próprio um desbravador de problemas, um empreendedor nato. Meu próximo voo seria criar uma nova empresa, porém o planejamento não saiu do papel por conta dos percalços do destino”, comenta se referindo à casualidade cuja sequela foi a tetraplegia.

Em 1998, quando cursava o sétimo semestre de Psicologia na Unifor, Márcio sofreu um acidente por mergulhar em águas rasas, o que o levou ao coma por alguns meses e a tratamento em São Paulo por mais de dois anos. O imprevisto o obrigou a vender a empresa e mudar seu propósito de vida: era preciso dedicar-se à recuperação. “Durante dez longos anos vivi de bem com a vida por conta da minha racionalidade e do meu alto astral. Porém, foi um longo período de adaptação em que eu não acreditava ser capaz, tendo em vista minhas limitações físicas”.

Há quatro anos, após seu pai ser vítima de infarto, Márcio se deparou com novas reflexões e novas metas. “Vi que tinha de dar a volta por cima porque a situação estava ruim, mas poderia ficar pior. Estávamos pedindo favor às pessoas e não tínhamos mais imóveis para vender. Aí comecei o resgate da minha vida. Voltei para a psicologia, fiz curso de coaching, comecei a palestrar. Minha autoestima voltou e com ela meu senso de empreendedor. Eu teria de saber me vender. Então, como já dava palestras, veio a ideia do livro”.

Márcio atua como palestrante motivacional para o setor coorporativo e como coach habilitado pela Sociedade Brasileira de Coaching. Ele digitou o conteúdo de Minha Boca, Meu Caminhar usando a boca. O livro, pronto em seis meses, foi patrocinado pela Unifor. Egresso do curso de Psicologia lança livro autobiográfico e mostra que enfrentar as adversidades da vida com bom humor e determinação é o primeiro passo para se alcançar o sucesso.

Minha Boca, Meu Caminhar
À venda na Livraria O Gabriel, na Unifor, e na Distrivídeo (Av. Antônio Sales, 2950)
Informações: www.marciovaz.net e 85 8897 2378


Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 228

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados