Banner

Aluno defende primeira tese de doutorado em Administração do Ceará

227_alunoppgaO estudo está atrelado ao Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas (PPGA) da Unifor

Márcio de Oliveira Mota concluiu sua tese de doutorado em Administração de Empresas, a primeira do estado a ser realizada. A defesa ocorreu no dia 14 de dezembro no campus da Unifor.

Márcio desenvolveu sua pesquisa sob a perspectiva do marketing de relacionamento. “Investiguei o que os consumidores ganham quando são leais às empresas e suas marcas e que tipo de benefícios eles ganham com isso”. Intitulada “Dimensões culturais e benefícios relacionais na pesquisa transcultural no contexto do consumo de serviços de brasileiros e canadenses”, a tese vislumbrou um estudo comparativo entre Brasil e Canadá.

“Não existia pesquisa comparativa entre os países, e existe uma relação forte entre eles. O Brasil é o parceiro comercial mais importante do Canadá na América do Sul. Os serviços no Canadá representam ¾ do PIB (Produto Interno Bruto), e no Brasil eles representam pouco mais que a metade do PIB”, acrescenta.

A pesquisa de campo foi realizada parte em Fortaleza e parte na província de Manitoba, no Canadá. Ao todo, 297 brasileiros e 207 canadenses responderam a um questionário de 55 questões. “As pessoas pesquisadas eram universitários. Passei quatro meses para encontrar canadenses natos para responder ao formulário. Essa foi a maior dificuldade. No Brasil, levei menos de um mês”, comenta Márcio. Segundo ele, os respondentes precisavam ter relação com algum provedor de serviços – salão de beleza, banco, oficina de carro, agência de viagens, hospitais, clínicas hospitalares, etc. – por pelo menos um ano para que pudessem aferir benefícios relacionais como confiança e satisfação.

Em sua conclusão, o administrador defende que aspectos culturais de brasileiros e canadenses influenciam na percepção dos benefícios. “Essa foi a discussão central da pesquisa. Nós brasileiros somos mais imperativos, nos achamos com mais poder e exigimos que a empresa nos trate melhor. Já os canadenses prezam por uma sociedade igualitária e não permitem que o tratamento seja diferenciado entre os consumidores.”

Resultado prático
Levantar diferenças culturais foi importante porque trouxe uma utilidade prática da pesquisa, garante Márcio. “A ideia é que a tese contribua em como uma empresa brasileira pode se beneficiar no Canadá e vice-versa. Ela também traz uma contribuição de gestão. Os funcionários são o elo entre empresa e consumidor. Ficou evidenciado no estudo que, quanto mais os empregados estão engajados em coparticipar, os consumidores vão se tornando mais leais com os empregados e consequentemente com as empresas”.

Para realizar doutorado sanduíche (quando o aluno passa de 1 a 2 semestres em um país estrangeiro) na Universidade de Manitoba, Márcio ganhou bolsa de estudos junto à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e outra do governo canadense (Doctor Research Student Award – DRSA).

“Não foi fácil fazer os estudos, atender aos prazos. É uma satisfação quando a gente termina. Aprendi a viver com pesquisadores e outras realidades de ensino de pesquisa. E ainda levei minha esposa e filhas para uma temporada fora do país. Tudo foi ganho”, comemora.

Márcio agora se prepara para publicar sua tese, dividindo-a em artigo empírico e metodo lógico para livro e revista científica da área. Em janeiro último, ele foi aprovado em concurso para ser professor da Universidade Estadual do Ceará.

DEPOIMENTO
“É uma satisfação participar deste momento histórico do PPGA e contribuir para a formação de um aluno do doutorado, testemunhando seu amadurecimento acadêmico, pessoal e profissional. O processo de fazer uma tese é doloroso, mexe com a pessoa e, quando o estamos vivenciando, a gente se depara com nossas próprias limitações. As referências bibliográficas do Márcio são de alta qualidade e seu trabalho também. Sua experiência fora do país extrapola o conteúdo para a tese e vai ter impacto na vida de outros jovens pelo fato de ele ser professor.”
Danielle Gomes, professora do PPGA e supervisora de Márcio

 


Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 227

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados