Banner

Unifor lança sistema de produção de petróleo

Desenvolvido no campus pela empresa incubada Armtec, o bombeio mecânico objetiva movimentar a indústria nacional do petróleo e dar oportunidade de aprendizado para alunos da área de engenharia.

227_petroleoA Universidade de Fortaleza disponibiliza, desde novembro do ano passado, o equipamento de bombeio mecânico C-114. A máquina, desenvolvida pela Armtec Tecnologia em Robótica, empresa incubada na Unifor, é a primeira desse porte instalada dentro de uma universidade brasileira.

Formalmente chamado de Tecnologia em Equipamentos para a Retirada de Recursos Artificialmente (Terra), o equipamento tem a finalidade de promover a elevação artificial de petróleo em poços terrestres. O produto é uma melhoria do sistema de bombeio atual, conhecido como cavalo de pau.

Segundo o diretor-presidente da Armtec e coordenador da graduação tecnológica em Petróleo e Gás, professor Roberto Menescal, o Terra possui tamanho menor do que os equipamentos convencionais, proporcionando menor custo de produção e manutenção, além de ser de fácil instalação.

A inovação tecnológica é fruto do Prêmio Finep 2008 (da Financiadora de Estudos e Projetos) e visa impulsionar a indústria local voltada para o setor petrolífero. “A ideia foi lançar o equipamento para o mercado e sobretudo dar oportunidade aos alunos da Unifor de estudar uma máquina real, possuidora de vários princípios da engenharia. Quando a Armtec ganhou o Prêmio Finep 2008 e com ele o recurso de 500 mil reais, já havia o desejo de gerar um equipamento de produção de petróleo em terra. A primeira coisa que fizemos foi ir à fazenda Belém do Grupo Edson Queiroz, onde existem vários cavalos de pau, para entender o funcionamento dos equipamentos. Depois contactamos a Petrobras e solicitamos informações técnicas. Em seguida procuramos quem fizesse o equipamento e convidamos professores, profissionais e alunos para executar as fases subsequentes, como definição do material a ser utilizado e elaboração do desenho industrial”, conta Menescal.

Para o diretor de pesquisa e desenvolvimento da Armtec, Roberto Macedo, a perspectiva comercial é promissora. “Já tivemos ligações de três estações da Petrobras de outros estados querendo mais informações sobre o Terra. Além do desenvolvimento científico e tecnológico, o equipamento é resultado de um produto que segue normas internacionais e padrões também específicos da Petrobras. O produto foi feito em três anos com alta qualidade e engenharia 100% brasileira. Ele já estimulou a cadeia produtiva dentro do Brasil, e seu cérebro fica dentro do campus, com alunos e professores da Unifor”, acrescenta. A próxima etapa será de aperfeiçoamento. “Vamos fazer testes para comprovação e acreditação utilizando água para simular o funcionamento de um poço petrolífero, com cargas e pesos equivalentes”, explica o diretor.


DEPOIMENTOS

227_petroleo_alexandre“O primeiro ponto a ser destacado é que é a Unifor, com seus alunos e professores, que está desenvolvendo esse equipamento de ponta de engenharia nacional, com capacidade de produção igual à de outras empresas que exploram petróleo no Brasil. O equipamento prima pela simplicidade e robustez, o que demonstra que deve ter baixos custos de manutenção e ser altamente competitivo no mercado.”

Alexandre Jardim,
gerente geral da Lubnor Petrobras

227_petroleo_rui“Um projeto de inovação é passível de riscos. Esse foi muito exitoso. Foi uma decorrência do Prêmio Finep 2008 de Inovação Tecnológica. A Armtec, empresa incubada na Unifor, construiu um equipamento que vai substituir a importação. A Petrobras vai testar o equipamento e possivelmente fará uma encomenda. É importante também mencionar o apoio recebido pela Funcap [Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico] e da rede de parceiros locais que o projeto está formando.”

Rui Gregório,
analista de projetos da Finep




Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 227

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados