Banner

Energia dos ventos

Aluno de Engenharia Mecânica inova e faz de seu trabalho de conclusão de curso um produto de geração de energia eólica.

 

222-energia-eolica
Professor Roberto Menescal e Manoel Pedro de Oliveira Silva Filho ao lado
do protótipo de aerogerador em movimento. Inovação com modelo
de pá vertical já gerou pedido de patente.

Que os ventos podem ser e são uma fonte alternativa de energia todo mundo sabe. O que alguns desconhecem é que existem formas diferentes e eficientes de sua captação. Foi com esse pensamento que o aluno do curso de Engenharia Mecânica Manoel Pedro de Oliveira Silva Filho desenvolveu um protótipo de um aerogerador de eixo vertical. O produto inovador virou trabalho de conclusão de curso, com direito a pedido de patente.

 

“No mercado de energia eólica, 99% dos aerogeradores são horizontais. A maioria das empresas traz a tecnologia da montagem. Esse é um aerogerador de pá vertical. A diferença é que o custo da fabricação é menor e do produto em si também. Para colocá-lo em cima de uma casa, não é preciso guindaste nem mastro ou máquina que fixe a base. Ele é todo desmontável ”, explica Manoel, que foi aprovado com nota 10 e louvor em julho último.

 

Segundo ele, o modelo do protótipo apresentado gerou até 12 volts de energia nas condições do laboratório – energia suficiente para ligar uma TV, um computador ou uma geladeira. “A ideia é que o protótipo alimente um jogo de baterias para carregar esses equipamentos. Comprei tudo – chapa, rolamento, etc. – e fiz a fabricação. Tudo tomou um tempo danado. A gente tem limite de dados e de tempo, foi um desafio”, acrescenta.

 

“O aerogerador é uma iniciativa para o mercado. Acho que o TCC é o selo profissional do aluno. Se ele demonstra empenho e capacidade de inovação, vai exercer isso em sua profissão. O mérito é dele. O papel do orientador é incentivar e orientar para que um projeto sirva para o futuro do aluno e à sociedade”, avalia o orientador e professor do curso de Engenharia de Produção, Roberto Menescal.

 

O agora engenheiro mecânico afirma que já tinha a ideia de fazer o aerogerador há pelo menos uns dois anos, mas faltava um estímulo. “O protótipo é uma porta aberta que se abriu em termos de possibilidades. Meu objetivo é abrir uma empresa no ramo da indústria e comércio, e incubá-la na Universidade para desenvolver o produto. O curso me deu estrutura para realizar e desenvolver o projeto. A Unifor me deu segurança para saber que a coisa ia dar resultado e fez sem dúvida a diferença na minha vida”, conta Manoel Pedro, que também é formado em Letras e ensina inglês em um curso da cidade.

 

 

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 222

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados