Banner

Unifor forma 1ª turma de Medicina

Os 47 novos médicos comemoram a formatura com um motivo a mais: são a primeira turma a colar grau.


220-04-primeira-turma-de-medicina-interna

 

Eles passaram 6 anos se dedicando em tempo integral ao seu curso. E comemoram a graduação com um toque especial: fazem parte da primeira turma do curso de Medicina a colar grau na Universidade de Fortaleza.

 

“Do ponto de vista da instituição, a formatura da primeira turma representa a finalização da implantação do curso com muito sucesso. Do ponto de vista do aluno é importante ressaltar que a graduação não é terminal. Em qualquer profissão, e na Medicina não é diferente, o conhecimento é vasto e se renova a uma velocidade muito grande. Quando nos formamos, mais do que dominar o conhecimento, devemos dominar a competência de ser um aprendiz eficiente. E temos a certeza de que formamos aqui profissionais capazes e autônomos do seu processo de aprendizagem para o resto da vida”, avalia o diretor do Centro de Ciências da Saúde, prof. Flávio Ibiapina.

 

Os 47 formandos são considerados médicos generalistas e vão agora em busca de uma especialização, a chamada residência médica. Na graduação, foram 4 anos dedicados a disciplinas teóricas e práticas e 2 anos de internato, o que equivale ao estágio supervisionado do curso. Nesta última etapa, os alunos trabalharam mais de 40 horas semanais em atividades práticas de serviço da saúde. Os estágios ocorrem através de convênios com a rede de saúde pública do estado, como o Hospital Infantil Albert Sabin, do município, como o Hospital Gonzaguinha de Messejana, em algumas instituições de saúde, como o Lar Torres de Melo, e em três secretarias de saúde do interior: Camocim, Aratuba e Carnaubal.

 

“É no internato que o aluno está tendo a prática real da profissão. Há um rodízio. Os alunos passam em média 1 mês em cada lugar. O aluno vivencia todas as especialidades e na hora de escolher a sua fica muito mais fácil. Ele pode ainda optar por fazer 1 mês de estágio eletivo no local onde ele quiser”, explica a coordenadora do curso de Medicina, Olívia Bessa.

 

A aluna Renata Barbosa Menezes, por exemplo, optou por fazer o estágio eletivo em um hospital nos Estados Unidos. “Meu interesse era na área de neurologia. Viajei com uma professora que tinha contato com pesquisadores do Spaulding Rehabilitation Hospital em Massachusetts, conveniado com a Universidade de Harvard. Fiquei acompanhando os trabalhos do setor de pesquisa de neurociência do hospital. Pude também assistir a palestras de médicos renomados em outros hospitais. A experiência foi ótima”, conta.

 

A coordenadora do centro de estudos do Hospital Geral Waldemar de Alcântara, doutora Virgínia Angélica Lopes Silveira, avalia que os internos da Universidade contribuem com o trabalho desenvolvido naquela unidade de saúde. “Aqui os internos participam dos setores de pediatria, cirurgia e clínica médica. Eu acho que a parceria é super benéfica. Os alunos são interessados e perguntam muito. Isso estimula a pesquisa e a discussão dos casos clínicos no hospital”.

 

O curso de Medicina iniciou suas aulas em 2006 e conta com 147 professores, sendo mais de 70% deles mestres e doutores. A professora Olívia Bessa observa que um dos destaques do curso é o fato de se usar a metodologia da aprendizagem baseada em problemas (Problem Based Learning - PBL).

 

“Essa metodologia existe há mais de 40 anos no mundo. No Brasil, ela tem pouco mais de 10 anos. Das 183 faculdades de Medicina no país, no máximo 30 a aplicam. Temos trabalhado o curso para o atendimento a toda a população de Fortaleza, mas especialmente a da Regional VI. Durante a formação dos alunos, trabalhamos a atitude, a relação médico paciente, a afetividade, a responsabilidade. A profissão lida com o sofrimento do outro e é preciso habilidade de comunicação, afeto e compromisso. A profissão também exige saber trabalhar em equipe, e manter relação com profissionais de outras áreas. Se eles vivenciaram tudo isso aqui, esperamos a aplicação em suas atuações enquanto médicos”, acrescenta a coordenadora.

 

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 220

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados