Banner

Incentivo à pesquisa já no ensino médio

180 alunos de escolas públicas do ensino médio de Fortaleza foram contemplados, no ano passado, com o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do CNPq e receberam os certificados no último dia 8 de março no Teatro Celina Queiroz. Os estudantes desenvolveram projetos científicos com a ajuda de alunos e professores da Unifor.

 

un217-incentivo-a-pesquisa-ensino-medio-interna

Solenidade de entrega dos certificados para alunos do ensino médio contemplados
com bolsas Pibic/Ensino Médio. O primeiro ano do programa envolveu 180 projetos.

 

A Vice-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade de Fortaleza entregou, no dia 8 de março, no Teatro Celina Queiroz, 180 certificados de participação em pesquisa científica a alunos de dez escolas públicas do ensino médio de Fortaleza. Os estudantes foram bolsistas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) durante um ano, através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic/Ensino Médio), em parceria com a Unifor.

 

“O intuito é favorecer o estudante a iniciar a vida de pesquisador e despertar o interesse e a vocação dele pela pesquisa já no ensino médio. Foi a primeira vez que o CNPq lançou edital para bolsas Pibic contemplando alunos do ensino médio. Já iniciamos o segundo ano desse programa, e agora com 200 bolsas”, explica a chefe da Divisão de Pesquisa da Vice-Reitoria e coordenadora do Pibic/Ensino Médio da Unifor, professora Daniela Gardano.

 

De acordo com a profa. Daniela, os professores e alunos da Unifor que participam dos Programas de Iniciação Científica do CNPq na Universidade atuaram como orientadores. “Os projetos foram ideias dos professores dos colégios. Oferecemos ajuda e respaldo na estruturação das pesquisas realizadas dentro das próprias escolas, tentando alavancar os seus laboratórios. Percebemos que os alunos do ensino médio, ao receber a bolsa de R$100,00 do CNPq, deixaram de trabalhar para ajudar a família e se dedicaram em tempo integral aos estudos. E isso oferece novas perspectivas para a vida deles”, avalia.

 

Além das bolsas do CNPq, a Universidade oferta bolsas de iniciação científica da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) e da Fundação Edson Queiroz. Segundo Daniela, neste ano, são 195 bolsas remuneradas e 500 não-remuneradas através do Programa Aluno Voluntário de Iniciação Científica (Pavic). “O aluno que se envolve na pesquisa se diferencia. Ele lê mais, fica mais atualizado sobre as pesquisas que estão acontecendo em outros lugares, aprende a escrever melhor, mostra mais maturidade dentro da instituição, fica mais preparado para o mercado de trabalho e com um currículo mais rico”, avalia.

 

217-incentivo-a-pesquisa-ensino-medio-interna-2
“O projeto mudou a minha vida: me incentivou a ler e a estudar bastante. Também me incentivou a ser bolsista do CNPq como aluna universitária, pois mesmo sendo do ensino médio já me sinto na universidade, e quem sabe até bolsista como professora e pesquisadora”.

 
Bruna Rabelo, aluna do colégio Telina Barbosa da Costa e participante do programa Pibic/Ensino Médio.

 

 

 

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 217

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados