Banner

“Palhaços”: brincadeira que virou arte e presente

Seis crianças da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz desenharam palhaços como parte de suas atividades de arte. O que elas não esperavam é que a tarefa e brincadeira se transformasse em um quadro-presente.

216_unifor_obrapalhacosSorriso estampado, olho arregalado, nariz de bolinha e cara colorida. Desenhos de palhaços feitos em uma tarde de atividades na Escola de Aplicação Yolanda Queiroz viraram quadro. A obra “Palhaços” chama a atenção pela ternura do assunto, assimetria de suas imagens e alegria de suas cores.

Seis crianças assinam a autoria: Arially, João Gabriel, Diego, Vivian, Evilábio e Charles. Eles não sabiam que seus desenhos virariam uma peça de arte e muito menos presente ao chanceler da Universidade de Fortaleza, Airton Queiroz. A iniciativa partiu da direção da escola depois que o quadro foi um dos ganhadores da 13ª Criarte – mostra de arte e dança realizada anualmente na escola que reúne os melhores trabalhos do ano e os expõe para os pais das crianças e a comunidade. O tema do último evento, ocorrido no final do ano passado, foi o “Fantástico mundo do circo”.

Segundo a diretora da escola, Mônica Galeão, as atividades de arte são desenvolvidas a partir das vivências das crianças. “Foi um dos melhores dias da escola. O que eu mais gostei foi dos trapezistas”, afirma Diego Mesquita da Silva, 11, em referência ao dia do passeio ao Circo Tihany. “A arte está ligada diretamente ao aprendizado. É uma forma de contribuir para a concentração e trabalhar a coordenação motora. A atividade também eleva a autoestima das crianças, desenvolvendo nelas novas habilidades. Mostra que elas têm capacidade de ir além e podem desenvolver seu lado artístico”, afirma Mônica.

Nas aulas de artes, de acordo com a professora Cristiane Montenegro, as crianças desenvolvem trabalhos utilizando diversas técnicas: colagem, figura, pintura. Nesta, predominou o desenho. “A técnica é a mesma, mas os palhaços são bem diferentes. Eles fizeram observando o passo-a-passo de como desenhar um. Às vezes eles diziam: ‘tia, eu não estou conseguindo essa parte’. ‘Vá, você consegue’, eu respondia. Eles tiveram que pensar em estratégias para vencer os desafios”, conta Cristiane.

216_unifor_obrapalhacos2Com os palhaços desenhados, sob o auxílio da professora de arte, duas das crianças, Arially e Vivian, reaproveitaram uma tela antiga, pintando-a, e fizeram a colagem das figuras. O resultado foi aprovado, tanto que o quadro ganhou status e está exposto junto a várias obras-primas que compõem as paredes do hall da Reitoria.

A Escola de Aplicação Yolanda Queiroz atende atualmente 660 alunos, cujas séries vão do infantil III ao terceiro ano do ensino fundamental. Fundada em 1982, a escola funciona dentro do campus da Unifor, atendendo em sua maioria crianças da comunidade do Dendê e filhos de funcionários. Não há mensalidade e os alunos recebem gratuitamente o fardamento e o material escolar. A escola também propicia o exercício de conhecimentos técnico-científicos de estudantes de diferentes cursos de graduação da Universidade.

* Na primeira foto, o chanceler Airton Queiroz na Escola Yolanda Queiroz. Na segunda, quatro das crianças autoras do quadro. O presente agradou tanto que foi parar no hall da Reitoria junto a telas de artistas consagrados.


Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 216

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados