Banner

XVI Unifor Plástica

A mostra chega à sua 16ª edição com número recorde de inscrição de trabalhos. Ao todo, 80 artistas locais e de outros nove estados expõem 131 obras e concorrem a prêmios. O evento visa fomentar a arte e oferecer um momento cultural diversificado ao público em geral.

211_uniforplasticaArte para ser exibida, ser apreciada, emocionar e fazer pensar. Arte como crítica social e também para embelezar o ambiente. As possibilidades são as mais diversas, e você está convidado a participar. A XVI Unifor Plástica começa no dia 20 deste mês e vai até 18 de dezembro.

Com o tema Educação pela Arte, são 131 obras selecionadas de um total de 415 trabalhos inscritos, um recorde no evento. As obras são em sua maioria de cearenses, mas artistas de outros nove estados também expõem na mostra. São 80 participantes ao total. A seleção das obras foi feita pela comissão julgadora com vasto conhecimento no campo das artes: João Cândido Portinari, João Alegria, Celina Queiroz, Carlos Velázquez e Heriberto Rebouças. Caberá à comissão também eleger e premiar os cinco melhores trabalhos.

Os três primeiros lugares serão premiados com uma viagem à Bienal de Veneza e ajuda de custo no valor de 2 mil euros. Já o quarto e o quinto lugares ganham passagem aérea para visitar a Bienal do Mercosul e ajuda de custo no valor de 1.500 reais. Ir à Bienal de Veneza, segundo o artista plástico e professor universitário Pablo Manyé, é “tomar conhecimento e fazer parte de uma reflexão do que está acontecendo no meio artístico de primeira linha, e é ter um panorama da arte contemporânea no mundo”. Pablo está à frente da curadoria da XVI Unifor Plástica. Ele faz parte da Fundação Arte e Vida, através da qual já foi curador de mostras em Portugal, Espanha, França e EUA.

EXPERIÊNCIA
Sara Nina, que já ganhou uma edição da Unifor Plástica, destaca que a mostra é um incentivo à arte em si. “Eu era bem iniciante. O ganho de participar foi muito grande. Recebi convites de algumas galerias e houve também o reconhecimento acadêmico porque a minha arte fazia parte de uma pesquisa acadêmica sobre a representação de gêneros através da gravura”, acrescenta.

Francisco de Almeida está com a xilogravura “Altar da luz” inscrita na mostra. É um artista plástico experiente, com obras expostas em vários espaços culturais do Brasil. “Fico feliz de estar concorrendo a um prêmio que eu ainda não tenho. A Unifor está contribuindo para as artes visuais do estado”, avalia. Já Ana Cristina Mendes está com dois trabalhos inscritos: o videoinstalação “Stultifera navis” e o vídeo “Manual de identificação”. Esta é a quarta vez que a artista plástica participa do evento. “É uma mostra que valoriza a arte cearense, que une várias linguagens e que não cria privilégios. Ela se abre para artistas conceituados e também para estudantes. O tempo de exposição das obras é grande. É um momento de encontro entre artistas também. Eu acho muito bacana”, declara.

SERVIÇO
XVI Unifor Plástica
De 20/10 a 18/12 de 2011, no Espaço Cultural Unifor. De terça a sexta, das 10h às 20h; sábados e domingos, das 10 às 18h. O evento é aberto ao público. Entrada gratuita.

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 211

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados