Banner

Comitê de Ética: controle social e monitoramento da pesquisa

Manter a integridade do participante da pesquisa acadêmico-científica. Esse é o principal objetivo do Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos da Universidade de Fortaleza (Coética), entidade colegiada independente e interdisciplinar. A ideia é defender os interesses daqueles que servem como fonte de pesquisa, principalmente no caso das populações vulneráveis, como presidiários, moradores de rua e crianças com dependência química.

Todas as propostas de pesquisa com e em seres humanos da Universidade devem passar obrigatoriamente pela Coética, incluindo trabalhos de conclusão de curso. “Receber o aval do Comitê de Ética respalda os alunos para uma pesquisa ética. É uma vantagem. E a Universidade se sente respaldada quando o pesquisador está com padrões éticos determinados pelas resoluções do Ministério da Saúde”, afirma a presidente do Coética, Marília Parahyba.

O comitê foi fundado em 2001 e é formado por nove titulares e nove suplentes com participação igualitária entre homens e mulheres. Há também um representante dos usuários dos serviços de saúde pública, indicado através do Conselho Municipal de Saúde. A demanda de trabalho do comitê tem aumentado ao longo dos anos. Até agosto de 2011, 457 projetos de pesquisa já haviam sido avaliados.

A professora do curso de Enfermagem Conceição de Maria de Albuquerque está sempre protocolando projetos de pesquisa de seus alunos junto ao Coética. Ela afirma que gosta muito do serviço prestado. “Só tenho elogios. Eles nos tiram todas as dúvidas”, diz. A agilidade é tanta que às vezes Conceição chega a sugerir aos seus alunos da especialização em Enfermagem Obstétrica da Universidade Estadual do Ceará (UECE), onde é professora convidada, a trazer os projetos de pesquisa para serem avaliados pelo Coética da Unifor. Mais informações no site www.unifor.br/pesquisa seguindo o link Coética.


Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 211

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados