Banner

TV digital no auxílio à educação

Projeto do curso de Ciência da Computação visa utilizar os recursos da TV digital como ferramenta para o aprendizado. Em foco: crianças de escolas públicas de 10 a 14 anos estudando fração matemática.

212_tvdigital


Que tal aprender matemática através da televisão? E que tal fazer perguntas ao professor também através dela, usando o controle remoto? O projeto “Apoio à capacitação de recursos humanos para o ensino-aprendizado da matemática através de um ambiente de educação a distância na TV digital interativa brasileira”, do curso de Ciência da Computação, objetiva usar a televisão digital como ferramenta para a educação a distancia. O conteúdo educativo é fração matemática e os participantes são alunos da rede pública de ensino entre 10 e 14 anos.

O projeto é realizado pelo Laboratório de Estudos do Usuário e da Qualidade de Uso de Sistemas (LUQs) da Universidade de Fortaleza e conta com a parceria da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará (FACED/UFC). “O LUQs avalia a interação das pessoas com o computador e, no caso, agora com esse projeto, ele está avaliando a interação das pessoas com a TV digital. O objetivo é desenvolver o conhecimento de como produzir um conteúdo digital técnico, com usabilidade, boa comunicação e embasamento pedagógico”, observa a coordenadora do projeto, Elizabeth Furtado.

Iniciado em 2009 e com previsão para terminar no próximo ano, o projeto já operacionalizou várias etapas: a definição dos conteúdos dos cursos, a elaboração de um software para o professor colocar o curso na internet e a concepção do sistema para o aluno ver o curso na TV e interagir com o seu conteúdo. Cinco experimentos já foram realizados até agora. “As crianças convidadas aprendem sobre as possibilidades da TV digital, interagem com o conteúdo e respondem a questionários”, resume Elizabeth. As crianças utilizam o controle remoto para fazer a interação com o conteúdo do programa e para responder aos exercícios propostos.

Mudanças e ajustes fazem parte do projeto. “Os conteúdos dos cursos evoluíram, assim como os conceitos e elementos de comunicação. E também questões da interface com a TV digital. Ainda não estamos satisfeitos com o espaço para poder montar o conteúdo e queremos aumentar o controle que o usuário tenha sobre a interatividade”, enfatiza Elizabeth.

O próximo passo já está definido: o uso do celular com a mesma proposta pedagógica e interface de interatividade. O projeto conta com o financiamento da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) e é composto por uma equipe com dois graduandos, três mestrandos, dois doutorandos e um técnico.

Rafaela Ponte Lisboa é uma das alunas que integram a equipe. Ela é doutoranda em Educação Brasileira pela FACED/UFC. Jornalista e pedagoga, iniciou seus estudos no LUQs como aluna de mestrado e agora dá continuidade a suas pesquisas no doutorado. “Este projeto é muito importante. Ele é um gerador de conteúdo a partir de metodologias que têm preocupação com o papel do aluno mais ativo. Ele amplia a educação com a nova tecnologia, favorecendo o ensino-aprendizado através de novas propostas. Além do aprendizado de matemática, as crianças estão tendo acesso e conhecimento sobre uma outra tecnologia. O projeto é também perceber a importância de utilizar a tecnologia num contexto social”, comenta.

Crianças de três escolas participaram do projeto até agora. As da Escola Municipal de Ensino Fundamental Prof. Francisco Maurício de Matos Dourado, por exemplo, experimentaram o conteúdo e a proposta de interatividade no mês passado. A diretora, Maria Silvana Azevedo Marques, avalia de forma positiva a proposta de parceria. “Nós, enquanto escola, entendemos que precisamos fazer parte dessas experiências que visam facilitar o aprendizado e melhorar a qualidade do ensino, principalmente em conteúdos como frações, em que geralmente os alunos apresentam muita dificuldade. Além de os alunos terem tido o contato com o conteúdo de uma forma nova, tiveram acesso a um outro tipo de tecnologia”, afirma.

* Na foto: crianças da rede de ensino público interagem com vídeo sobre fração matemática através de controle remoto. É a TV digital como ferramenta da educação.

Leia a edição completa do Unifor Notícias Nº 212

 

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados