Banner

Academia Unifor oferece alternativas para quem quer se exercitar

Atividades físicas disponíveis vão da tradicional musculação até aula de ritmos, funcionários e alunos tem desconto especial.


Quando o físico alemão Albert Einstein disse “a vida é como andar de bicicleta. Para se equilibrar é preciso estar em movimento”, ele não falava apenas sobre princípios científicos. Movimentar-se é um dos principais fatores para se ter boa saúde e qualidade de vida. Pensando nisso, a Academia Unifor traz diversas alternativas para quem quer adotar um estilo de vida saudável.

 un-260-foto26

Além da musculação, que ainda é o serviço mais procurado, a Academia Unifor também oferece outras atividades para quem não quer só “puxar ferro”. Entre elas há circuito funcional, circuito abdominal, aero fi ght, hidro bike, hidroginástica, aqua fit, pilates e as modalidades mais recentes: muay thai e ritmos. Além dessas aulas, também há os serviços de personal trainer, avaliação física e nutricional.

 

“Não é todo mundo que gosta de uma única atividade física. A oferta de mais modalidades faz com que um leque de oportunidades se abra para que os alunos venham a frequentar a academia”, explica José Leorne, supervisor da Academia Unifor. Ele acredita que quando alguém faz algum exercício que goste e se identifique, as chances de permanência na atividade são maiores. “O fato de uma atividade física ser considerada a melhor não faz com que o aluno permaneça nela. Mas se a pessoa faz o que gosta, é um fator a mais para ela se movimentar”, completa.

 

Localizada no Núcleo de Atenção Médica Integrada (NAMI), a Academia Unifor dispõe de cerca de 1000m² divididos em diferentes ambientes, adequados para cada serviço ofertado. A Academia chega a ter um fluxo médio de 550 pessoas por mês e atende não só alunos e funcionários da Universidade de Fortaleza, como também a comunidade em geral. Os preços para estudantes da Unifor, funcionários e conveniados à Instituição são diferenciados, mas os valores dos serviços são bastante acessíveis.

 

MUAY THAI

 

un-260-foto19

 

 

Quando decidi perder peso, por conta de problemas de saúde, entrei na academia diversas vezes e não conseguia permanecer. Então me deram a ideia do muay thai. Vim para uma aula experimental e comecei a gostar dessa questão de controlar a força, o equilíbrio, a respiração, a energia. Criei amor pelo muay thai”.

 

Débora Andrade, 22 anos, aluna do curso de Administração da Unifor.

 

 

 

 

 

 

 

un-260-foto8

 

“Eu gosto de academia mas me identifico mais com luta. Eu fazia muay thai há uns três anos e parei. Quando soube que a Unifor disponibilizaria essa modalidade, entrei, desde o início, em agosto. A questão de estudar e passar o dia aqui ajudou a conciliar os horários”.

 

Ana Carla Ferreira, 22 anos, aluna do curso de Administração da Unifor.

 

 

 

 

 

 

 

 

un-260-foto25

 

 

 

“Trabalhar na academia da Unifor está sendo excelente. O muay thai é um dos esportes que mais cresce no mundo. Quando começamos, em agosto, poucas pessoas que vinham para as aulas já haviam treinado a luta, e, em outubro, já realizamos, junto à Federação Cearense de Muay Thai, a graduação do pessoal que está desde o começo conosco”.

 

Guilherme “Soldado”, 28 anos instrutor de muay thai.

 

 

 

 

 

 

 

PILATES

un-260-foto24

 

Pilates traz inúmeros benefícios para o praticante, desde a flexibilidade, resistência, melhora da postura, consciência corporal até o aumento da concentração, do equilíbrio, da coordenação motora. São aulas com grupos de três alunos e cada um recebe exercícios de acordo com a própria necessidade. É uma aula personalizada, em que se trabalham as especificidades de cada um, com exercícios direcionados. Por isso, as turmas são reduzidas, porque temos que dar atenção maior a essas peculiaridades que cada corpo pede.”

 

Glauter Silveira, 31 anos, instrutor de pilates.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

un-260-foto21

 

 

“Decidi fazer pilates porque entendo o método e conheço os benefícios dele. Busquei para ter qualidade de vida e saúde. É um método personalizado, você tem seus objetivos e um acompanhamento postural quando está realizando o exercício. Diferente de um trabalho em que você pega uma planilha e desenvolve sem saber se está fazendo direito, aqui o trabalho é dirigido à necessidade de cada pessoa”.

 

Eluciene Carvalho, 54 anos, professora do curso de Fisioterapia na Unifor.

 

 

 

 

 

 

HIDROGINÁSTICA

 


 

 

un-260-foto33

 

 

“Eu fazia hidroginástica com a bicicleta da minha mãe, que faleceu ano passado. Por conta do falecimento dela, parei de fazer exercícios, mas decidi retornar, porque eu precisava fazer alguma coisa. Existem muitos benefícios na hidro. Quando estou muito estressada, angustiada, jogo tudo fora no exercício físico. Isso me ajuda muito, além da conversa com os colegas também.”

 

Judite Maria da Silveira, 51 anos, funcionária de hospital

 

 

 

 

 

 

 

un-260-foto31

 

 

“Um dos maiores benefícios da atividade dentro da água é o impacto reduzido nas articulações. A hidroginástica ainda estimula a interação do grupo. Não é só a questão do físico, mas também do social e psicológico. A maioria dos alunos tem mais idade e muitas alunas me relatam que, depois da aula, voltam para casa com outro humor, além de se sentirem melhor em relação a dores no corpo e terem mais facilidade para realizar tarefas cotidianas. Apesar do grande público maduro, a hidroginástica é recomendada para qualquer idade”.

 

Jamille Tavares, 28 anos instrutora de hidroginástica.

 

 

 

 

 

 

RITMOS

un-260-foto32

 

“Trabalho com ritmos faz dois anos. Monto minhas aulas com as músicas mais quentes do momento e passo para minhas alunas. Ritmos é uma modalidade que emagrece, que melhora a coordenação motora, além de ser divertida e relaxante para quem quer perder peso e não gosta de ir para a musculação, por exemplo. A minha expectativa é que o público aumente, até porque faz pouco tempo que a gente abriu as aulas”.

 

Jéssica Cavalcante, instrutora de Ritmos.

 

 

 

 

 

 

 

 

un-260-foto34

 

 

“Sempre tive vontade de fazer aula de dança e nunca encontrei nenhum lugar próximo da minha casa. Quando comecei a frequentar a Academia Unifor, vi que aqui tinha e decidi fazer as aulas. Não havia disponibilidade de horário porque eu só tinha tempo disponível pela tarde, mas conversei com a professora e ela disse que dava para fazer a aula pelo menos um dia na semana. Eu acho maravilhoso, você se solta mesmo. Eu tenho muita vergonha, mas aqui, enquanto danço, eu não tenho”.

 

Marilac Moreira, 30 anos, funcionária da Unifor.

 

 

 

 

 

 

 

 

JUMP

un-260-foto9

 

“Moramos aqui perto e sempre trouxe minhas filhas para se consultarem no NAMI. Eu achava que eu precisava me exercitar, mas acabei descobrindo que minha filha também precisava e então decidimos vir juntas. Ela veio primeiro porque eu fiquei meio ansiosa. Minha filha insistiu muito para que eu viesse, e desde a primeira vez que fiz a aula, não parei mais. Não consigo ficar sem academia, sou viciada”.

 

Ana Cláudia dos Santos, 40 anos, doméstica.

 

Vi que precisava muito me exercitar, porque tenho colesterol alto. Para poder diminuir essa taxa e também por precisar emagrecer, decidi vir fazer essas aulas de Jump”.

Karolaine dos Santos, 18 anos, estudante.

 

 

 

 

Academia Unifor

 

Local: Rua Desembargador Floriano Benevides Magalhães, 221 – Andar térreo do Núcleo de Atenção Médica Integrada (NAMI). 
Horário: De segunda a sexta-feiras, das 5h30 às 22h30, e aos sábados, das 8h às 12h.  
Telefone: 3477-3616 
Saiba mais sobre o curso de Educação Física: http:// bit.ly/2jZWFE9

 

 
Banner
Banner

Unifor Notícias | Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Estude na Unifor | Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados